Minhas férias na Disney: Animal Kingdom

O Animal Kingdom é o parque mais novo do complexo Disney e o que está mais cobiçado desde julho de 2017. Tudo isso porque  Pandora -Mundo de Avatar foi inaugurado em julho do ano passado e é realmente fantástico.

Disney-Animal-Kingdom-Giuli-Castro

Como já contei aqui, nós mudamos o dia que íamos no Animal Kingdom devido a manutenção em uma montanha-russa no Sea World. Sendo assim, não tínhamos nenhum fastpass marcado e marcamos o que conseguimos no caminho para o parque.

As atrações que conseguimos fastpass foram: Expedition Everest {montanha-russa}, Festival of Lion King {um teatro/musical do Rei Leao} e Kilimanjaro Safaris {onde você faz um passeio para ver os animais}. Marcamos todas estas atrações para o período da tarde, já que o nosso plano era chegar e ir direto para Pandora. E foi o que realmente fizemos.

Disney-Animal-Kingdom-Giuli-Castro

Chegamos no parque por volta das 10h, fizemos as fotos na entrada do parque, compramos uma capa de chuva {porque estava garoando e foi o único dia que eu não levei a capa que eu já tinha – a capa custa $9 cada} e fomos direto para a fila do  Avatar Flight of Passage {que é a atração mais concorrida atualmente neste parque}. Chegamos lá e o indicador estava marcando 180 minutos na fila. Resolvemos que íamos encarar assim mesmo e que depois faríamos o que desse tempo. No fim, ficamos só uns 90 minutos na fila, o que foi excelente! A atração é realmente imperdível, é a melhor do parque. Cada minuto na fila vale muito a pena.

Disney-Animal-Kingdom-Giuli-Castro

Saímos de lá no horário do almoço e já fomos logo procurar um lugar para almoçar. Escolhemos o Pizzafari para nosso almoço. Como o próprio nome fala, é um restaurantes de pizzas. É bem parecida, ou até igual, a que escolhemos comer no Magic Kingdom, mas aqui ela chama pizza mesmo. Eu escolhi a pizza de queijo {$9.99} e o Renato escolheu a de Pepperoni {$10.49}

A tarde, fomos nas atrações que tínhamos fastpass. Primeiro na Expedition Everest e até repetimos pela fila de single rider, que estava vazia. Para quem não sabe, a fila de single rider, você não escolhe com quem você vai. Você é usado para preencher lugares vazios na atração. No nosso caso, a gente foi inclusive em trens separados. Eu fui primeiro e depois foi o Renato. Mas é super rápido e vale a pena se a fila estiver grande e você não tiver fastpass. No horário que a gente foi, a fila era de 1h30min. Então, valeu super a pena. Fomos uma vez juntos com o fastpass e depois separados.

Disney-Animal-Kingdom-Giuli-Castro

Essa foto é de quando fomos juntos

Disney-Animal-Kingdom-Giuli-Castro

Essa de quando eu fui na fila do Single Rider – Separada do Renato

Disney-Animal-Kingdom-Giuli-Castro

E esta de quando o Renato foi separado de mim, no Single Rider

De lá, fomos para atração do Rei Leão. A duração dessa atração é de 30 minutos e você precisa chegar uns 10-15 minutos com antecedência também. Uma dica: leve um casaquinho leve porque o ar condicionado é bem forte. Eu sou apaixonada pelo Rei Leao, já assisti o musical em Londres e claro que fiquei encantada com essa atração. É bem diferente do musical e vale super a pena.

No nosso próximo fastpass era para o Kilimanjaro Safari, mas era só as 18:30. Nesse meio tempo, tiramos várias fotos pelo parque e fomos para a fila da outra atração da Pandora -Mundo de Avatar, a Na’vi River Journey. Ficamos umas 2h na fila e não achamos que valeu a pena. É um barquinho, bem sem graça, pelo mundo de Pandora. É bem feito, é uma atração nova, mas sem muitas emoções. Crianças pequenas vão gostar bastante, mas acho que para adultos, não vale a pena ficar todo esse tempo na fila. Se não tiver fila, vale a pena conhecer sim.

Disney-Animal-Kingdom-Giuli-Castro

Fomos também no Primeval Whirl, que é uma montanha-russa leve, porém que gira. Eu não curti muito. Achei que chacoalha demais.

Fomos no Kilimajaro Safari no horario do nosso fastpass. Ele simula um safari em um jeep. É muito legal, eu já tinha ido das outras vezes que estive na Disney. Mas dessa vez, escolhemos um horário ruim, já estava escuro {era outono} e já quase não dava para ver nada. Minha dica aqui é: marque seu fastpass para o mais cedo possível para esta atração. Não espere escurecer, senão você não vai ver nada!

Disney-Animal-Kingdom-Giuli-Castro

Claro que tive que tomar um sorvete do Mickey, né?!

Além dessas atrações, tem também o Kali River Rapids que eu fui das outras vezes. Dessa vez, não fomos, porque como comentei estava chovendo e também não tínhamos levado roupa para trocar. Dependendo de onde você senta, molha muito. Então, não se esqueça de levar uma troca de roupa. A gente não se importou de não fazer porque estava mais friozinho neste dia e confesso que rolou uma preguiça de ficar molhado {já que não tínhamos levado a troca de roupa porque íamos no Sea World}.

Disney-Animal-Kingdom-Giuli-Castro

Optamos também por não assistir o show de encerramento do parque, mas nos arrependemos depois. Parece ser bem legal e bem bonito. Tudo na Disney é muito bem feito e dificilmente não seria bom. Mas ficou para a próxima vez.

Saímos por volta de umas 19:30-20:00 e jantamos no Rainforest Cafe que tem ali na saída do parque. É uma ótima escolha, mas não deixe para sair junto com todo mundo do parque. Caso isso aconteça, você vai pegar muita fila. Eu escolhi um BBQ Bacon Cheeseburger com batata frita {$18.49}  e o Renato escolheu a Rasta Pasta {$20.99}.

Disney-Animal-Kingdom-Giuli-Castro

Meu Cheeseburger com Fritas – a foto não ta muito boa porque a luz la dentro era bem fraca!

Para quem vai com crianças, recomendo muito o roteiro da Andreza do Blog Andreza Dica e Indica. Ela tem roteiros específicos para as atrações para crianças e quais o fastpass devem ser agendados para elas.

Para os pais com crianças pequenas que não podem ir aos brinquedos {todos eles tem uma altura mínima, para cada brinquedo, tem uma altura específica}, tem o child swap. Apenas um dos pais pega a fila, o outro fica em uma sala de espera reservada. Quando um voltar, o outro pode ir sem pegar a fila outra vez. Super facilidade para famílias com crianças.

O estacionamento custa $20 por dia, em qualquer parque da Disney. Lembrando que você se você mudar de parque, é só mostrar o comprovante do primeiro estacionamento que você usou, que não precisa pagar novamente.

Esse parque é bem diferente dos outros da Disney, mas também por isso, é muito interessante.

Gostaram?! Quem já foi?!

Beijos

Minhas férias na Disney: Magic Kingdom

Todos os parques são bem grandes. Alguns maiores do que os outros, uns com mais atrações interessantes {isso vai depender da idade} do que outros. Mas a verdade é que eles são muito grandes e algumas filas também não são moleza não. Na verdade, eu achei que em 7 anos {a ultima vez que eu fui, foi em 2010} as filas e a lotação do parques aumentaram muito!

Mas, então, o que fazer para não perder tempo por lá?! Depois já ter conferido o calendário de lotação dos parques e ter agendado os fast-pass {que vocês já aprenderam como fazer aqui}, é hora de fazer o roteiro de cada parque e priorizar as atrações que são mais interessantes para você.

Vou fazer um post para cada parque para que eles não fiquem muito extensos e cansativos, ok?! Vamos começar pelo parque mais mágico de todos, o Magic Kingdom.

Giuli Castro no Magic Kigdom - Disney

Para fazer o roteiro deste parque, talvez o maior e com mais atrações, consultamos o roteiro sugerido pela Andreza do blog Andreza Dica e Indica e montamos o nosso. Como já comentei no post anterior, o Magic Kigdom foi o parque que estava mais cheio que pegamos, mas muito cheio mesmo!

Este é um dos parques com mais atrações infantis. Para muitos adultos, ele não é tão atraente pelos brinquedos, porém, para mim, é o parque que me faz de fato me sentir no mundo mágico da Disney e os shows, principalmente o da noite, são incríveis. Além disso, as fotos também ficam bem lindas.

Nesse parque conseguimos agendar fast-pass para as seguintes atrações: Big Thunder, Space Mountain e Peter Pan Flights. Os dois primeiros marcamos para o período da manhã e a do Peter Pan para o fim de tarde. Porém, acabamos não indo no Peter Pan porque era bem perto do horário dos fogos da noite. Mas, no fim, foi ótimo não ter ido porque ele é para crianças menores.

Giuli Castro no Magic Kigdom - Disney

O que de fato fizemos neste dia?! Fomos na Big Thunder, na Space Mountain, almoçamos e depois ficamos umas 2h na fila para o Seven Dwarfs Mine Train. Eu queria muito ir na atração dos Seven Dwarfs porque era a atração mais nova do parque e eu ainda não conhecia. Porém, como o fast-pass esgotou e a gente não conseguiu, só nos restou passar boa parte da tarde na fila.

Giuli Castro no Magic Kigdom - Disney

Nossa foto na Space Mountain! To me achando bem corajosa de colocar essa foto aqui! hahahahaha

Ainda não sei se valeu a pena ficar tanto tempo nessa fila. O brinquedo é uma montanha-russa para crianças, bem leve. Para nós, adultos, talvez não tenha muita graça. Como eu tinha ficado muito tempo na fila, resolvi aproveitar bem.

Além destas atrações, este é o único parque que tem um Mickey que fala com você. Ele te faz perguntas básicas como: “como você está?”, “de onde você é” e ele também fala em português. Porém, neste dia nós não conseguimos tirar foto com ele porque, como vocês já sabem, estava muito lotado. Fomos no dia do Halloween que estava bem mais vazio.

Há rumores que o Mickey que fala está com os dias contados. Parece que a partir de maio, ele será um Mickey comum, como os outros personagens. Dizem que essa mudança pode ocorrer por confundir as crianças, já que é o único Mickey e o único personagem que fala com elas. Os outros não falam, ficam mudos. E também porque o aparelho que é usado para isso precisa de manutenção. Aguardaremos para ver se vai acabar mesmo!

Giuli Castro no Magic Kigdom - Disney

Esse é o Mickey que fala! Ele estava com a roupa especial de Halloween.

Para os pais com crianças pequenas que não podem ir aos brinquedos {todos eles tem uma altura mínima, para cada brinquedo, tem uma altura específica}, tem o child swap. Apenas um dos pais pega a fila, o outro fica em uma sala de espera reservada. Quando um voltar, o outro pode ir sem pegar a fila outra vez. Super facilidade para famílias com crianças.

Além disso, vimos a parada da tarde que é mais divertida e infantil. Mas é bem animada! Como estava tudo muito cheio, nós achamos que valeu a pena assistir.

Aproveitamos para fazer várias fotos com todos os fotógrafos que estavam disponíveis no parque, comer várias coisas gostosase passear pelas milhares de lojinhas. Esse é o parque mais tradicional da Disney, o que tem mais lojas e lojas mais diferentes. Tem uma loja só de artigos e enfeites de natal, tem loja só de cristal e por aí vai. São bem interessantes, porém, bem caras. Mas, mesmo assim, eu adoro passear e ficar vendo tudo que tem lá. A criançada fica doida com tanta coisa.

Giuli Castro no Magic Kigdom - Disney

Minha foto favorita de toda a viagem!

Almoçamos no Pinocchio Village Haus, escolhemos uma pizza. Lá  a pizza é chamada de flatbread {pão achatado em português}, mas é igual a uma pizza. Achei bem gostosa. Eu escolhi a de queijo e o Renato, a caprese. A chesse flatbread  custa $8.99, a caprese flatbread custa $11.99 e o referigerante custa $3.29.

Giuli Castro no Magic Kigdom - Disney

Depois de sobremesa o famoso sorvete do Mickey. Eu amo esse sorvete, ele parece o nosso Eskibon, mas eu acho ainda mais gostoso. Talvez, seja pelo fato de estar lá naquele lugar mágico, mas é realmente muito gostoso e vale a pena. Ele custa $4.69.

Giuli Castro e o sorvete do Mickey no Magic Kingdom - disney

A tarde, comemos muita pipoca! Você pode comprar o pacote de pipoca normal ou pode comprar um balde que é um pouco mais caro, mas depois você só paga o refil que é bem mais barato. E pode ser uma balde para todos da família ou do grupo. Ah, e esse balde pode ser usado em todos os parques do complexo Disney – só não pode esquecer de levar o balde nos outros dias. Achamos que valeu super a pena! A pipoca custa $4.19 e o balde custa $4.59, porém o refil custa $1,59

Além disso, tinham 3 coisas que eu queria muito comer por lá: funel cake, dole whip float e o cachorro-quente do Casey’s Corner. Destes 3, eu só tinha comido o cachorro-quente da ultima vez que eu tinha ido.

O funel cake é como se fosse nosso bolinho de chuva, o gosto é muito muito parecido e pode ser servido com calda de morango ou com açúcar salpicado. Eu escolhi com açúcar! Amei tanto que comi em todos os parques. No Magic Kingdom, você pode encontrá-lo no Sleepy Hollow que fica ao lado do castelo. Ele custa $6.99.

funel-cake-magic-kingdom-sleepy-holoow-giuli-castro

Ele não é bonito, mas eu garanto que ele é muito gostoso.

O dole whip float é um sorvete de abacaxi servido dentro de um copo com suco de abacaxi. O meu suco estava morno, meio quente. Um gosto estranho! Mas conversei com amigas que já comeram também que me disseram que eu dei azar, que o suco também é gelado. Talvez porque o dia que eu fui, estava insuportavelmente quente, não sei. O suco gelado deve ser bem gostoso. O sorvete é delicioso. Se você gosta de coisas de abacaxi, você vai gostar. Se você não quiser arriscar com o suco, tem a opção só de dole whip que é só o sorvete. Você vai encontra-lo na Aloha Isle, na Adventureland {perto da atração do Alladin} e custa $14.99.

dole-whip-float-magic-kingdom-giuli-castro

E o cachorro-quente do Casey’s Corner é super famoso e eu já tinha comido. Ele é super cheio a partir de umas 18h porque fica na Main Street e todo mundo lancha por ali antes de ir assistir o show e os fogos de encerramento do parque. É um cachorro-quente americano que vem com batata chips e refrigerante. Eu, particularmente, amo a salsicha americana {muito mais que a nossa} e nunca deixo de comer esse cachorro-quente. Mas não vá esperando coisa de outro mundo, porque aqui no Brasil, os cachorros-quente são muito mais incrementados e inovadores. O mais simples custa $9,49.

Uma delícia que é sempre falada em posts da Disney e que eu não provei é a Pia do Mickey. Você encontra na  Plaza Ice Cream Parlor, na Main Street em frente ao Casey’s corner. Ela é um recipiente em forma da calça do Mickey com sorvete e muitas coberturas. Porém, quando eu fui estava esgotada e fiquei só na vontade. Eu só tomei o sorvete na casquinha mesmo. Eu escolhi o de baunilha e achei maravilhoso!

Pesquisei no site e a pia do Mickey custa $16.99.

Essa foto é do blog Coisas de Orlando porque eu não tive a sorte de conhecer essa gostosura!

Depois de bem alimentada, comi o dia todo, fui garantir um bom lugar para assistir o show noturno. É sempre bom chegar lá ns 30 minutos antes de começar. Se for um dia muito cheio, aconselho chegar ainda antes, principalmente se você estiver com um grupo grande.

Castelo-cinderela-magic-kingdom-giuli-castro

Com certeza, é o parque mais cansativo e acredito que se você tem crianças pequenas, o ideal é dividir em 2 dias. Se você vai em uma turma só de adultos e não tem a possibilidade de dividi-lo em dois dias, meu conselho é: chegue lá assim que o parque abrir. Lembrando que depois de parar o carro no estacionamento {que custa $20/dia}, você precisa pegar um trenzinho que te levará até a bilheteria, onde você vai pegar monorail que te deixará na porta do parque. Ou seja, esse processo demora, pelo menos uns 30 minutos. Além de claro, que você também vai querer fazer uma foto na entrada do parque, né?!

Entrada-Magic-Kingdom-Giuli-Castro

Ufa! Acho que é isso sobre o meu dia no Magic Kingdom. Espero que ajude vocês a planejar o seu dia pelo parque mais mágico de todos.

Gostaram?! Quem já foi?

Beijos

Rooftops em NY

Durante a minha viagem de NY, ano passado, eu fui em 3 rooftops diferentes e adorei. Cada um deles tem uma particularidade, mas todos são muito legais.

O primeiro rooftop que eu fui foi o PH-D Lounge. Ele está super famoso e tem duas unidades, uma em Downtown e outra em Midtown. Eu fui na unidade de Downtown. Eu fui para lá depois de uma festa da escola, em uma 5a-feira e não fiquei muito tempo, mas o tempo que fiquei já percebi que vale super a pena.

Tem uma vista maravilhosa, drinks gostosos e depois de um certo horário, vira uma baladinha. Minhas amigas foram algumas vezes no fim de semana também e adoraram.

Vista do PHD Downtown Rooftop em NY - Giuli Castro

O PHD de Downtown fica na 355 W 16TH ST e eu fui andando junto com o pessoal da escola, estávamos em mais de 20 pessoas. E acabei voltando de táxi, mas com certeza deve ter um metrô por ali perto.

230 Fifth foi o segundo rooftop que conheci.  Esse, com certeza, é o Rooftop mais turítico de todos. Todo mundo que vai em NY, vai lá. Eu e o Renato tínhamos colocado no nosso roteiro d e 2016, mas não deu tempo de ir. Então, em 2017, fui com algumas amigas da escola e foi uma delícia. Fomos para o happy hour, chegamos lá umas 17h e ficamos até umas 23h. Super fácil de chegar, fui de metrô.

A vista dele também é maravilhosa, bem pertinho do Empire State Building. No inverno, eles fazem uns iglus que são lindos e distribuem mantas vermelhas.  Eu fui ainda estava calor, então não vi nada disso. Mas já vi em várias fotos nas redes sociais e na internet.

230 Fifth Rooftop em NY - Giuli Castro

Endereço: 230 Fifth Ave {Corner 27th}

E o ultimo rooftop que eu fui, foi The Ides Rooftop do Whyte Hotel em Williamsburg. Ele tem uma vista para o skyline de Manhattan incrível. Fui no pôr-do-sol e fiquei encantada.

whyte-hotel-rooftop-ny-giuli-castro

O lugar é muito gostoso, mas enche cedo. Se quiser ficar no terraço e sentado, precisa reservar mesa.

whyte-hotel-rooftop-ny-giuli-castro

Entrada do Whyte Hotel

Endereço: 80 Wythe Ave, Brooklyn – também fui e voltei de metrô.

Sempre lembrem de verificar o dress code de cada um deles. Em alguns deles e em alguns horários determinados por exemplo, não se pode entrar de tênis e bermuda. É só clicar no nome de cada um que você será redirecionado direto para o site deles.

Ah, e lembrem-se sempre de levar um casaquinho, mesmo que esteja calor. Eles são todos bem altos e venta bastante.

Espero que tenham gostado das minhas dicas!

Beijos!