Minhas Férias: NYC – Restaurantes

São tantas coisas para falar de NY que eu fico muito, mas muito perdida! No primeiro post, contei sobre como ir, onde ficar e coisas essenciais. Depois disso, não sabia se fazia posts por dia, contando o que fiz em cada dia da viagem, como se fosse um diário ou se falava por categorias. Achei melhor falar por categorias, fica mais fácil de achar depois, caso vocês queiram consultar “restaurantes em NYC”, eles estarão todos no mesmo post.

Sendo assim, a primeira categoria escolhida foi Restaurantes! Restaurantes maravilhosos não faltam em NYC, porém, como a maioria das coisas na cidade, eles são bem caros. O que a gente decidiu fazer foi equilibrar: uma refeição mais cara, num restaurante que a gente queria conhecer e outra em um restaurante que a gente gostasse, mas que fosse baratinho, tipo pizzas americanas, hamburgers, etc. Temos um amigo que define isso como a montanha russa das refeições! {Aloooow, Bernardo}. Adotamos para a vida essa experessão! hahahahahaha

Antes de começar a falar dos restaurantes todos, preciso pedir desculpas e que vocês me compreendam em algumas coisas: Eu estava de férias e muitas vezes não fiz fotos, outras fiz só video para o snap e por isso as fotos não estão na qualidade que eu gostaria e não estão tão bonitas como eu gostaria. E ainda, precisamos levar em conta, que muitos restaurantes são escuros. Dito isso, vamos ao que interessa! Se preparem peguem a pipoca. o brigadeiro e a coca e venham comigo!

Uma coisa muito boa de NY que vale para todos os restaurantes que eu fui em NYC: eles vendem vinhos muito bons por taça. No menu, eles aparecem como Wine By the Glass. Assim, cada um pode beber o vinho que quiser ou ainda um beber vinho, outro cerveja, outro um drink e não há nenhum conflito. Não tem todas as opções que tem de garrafa, mas tem algumas opções muito boas e não só o vinho da casa, como as vezes acontece aqui no Brasil.

  • Starbucks: quase todos os cafés da manhã, tomamos na Starbucks que tinha perto do nosso hotel, na 8th Ave. Tem um preço justo, é rápido {mesmo quando tem fila} e prático. Eu pedi todos os dias, um butter croissant {amo!!!} e um chocolate quente.
  • Shake Shackna minha opinião, o melhor hamburger  e batatinha de fast food. Todas as vezes que vou para os EUA, eu já começo a sonhar com esse sanduíche e essa batatinha. Ir uma vez só não vale, preciso repetir!

Dessa vez, tinha um bem em frente ao hotel e já fomos no primeiro dia. Chegamos umas 10:30 no hotel deixamos as malas, tomamos um café {no caso, eu tomei um chocolate quente porque estava muito frio e chovendo} e quando foi 11:40, eu já estava dentro da lanchonete! hahahahahaha. Ele tem um preço bem ok e tem vários espalhados pela cidade. Eu fui no que fica na 8th Ave & 44th St e no do Woodburry.

Cheesburger + batatinha + refrigerante = U$11,00 + tax.

shake-shack-giuli-castro

  • Fig & Olive:  que restaurante é esse, minha gente!! Um lugar super agradável! Antes de mais nada, eles te servem com uma cestinha de pães com degustação de 3 azeites. Comi de entrada, um crostini com burrata, pesto e tomate que era dos deuses! E eu não como tomate! Mas juro que nem a textura dele {que eu odeio} eu consegui sentir! Para beber, eu pedi uma sangria de vinho rosé. Uma delícia!

De prato principal, eu escolhi um corte de filet mignon acompanhado com molho bernaise, uns vegetais {que eu não comi, por motivos óbvios… hahahahaha} e purê de batata. O Renato escolheu um outro corte de carne       temperado. Ele disse que tinha um gosto bem característico de barbecue americano.

É um restaurante mais caro e que precisa de reserva. Está sempre muito cheio. Nós fizemos a reserva pelo Open Table {é um app que faz reservas em quase todos os restaurantes dos EUA. Usei muito em Miami e em NYC} e deu super certo. Ele tem algumas unidades na cidade e nós escolhemos a da 5a Avenida. Super tranquilo para ir de metrô. Ele tem um preço mais salgado, mas achamos que valeu super a pena.

Entrada com 3 crostinis: U$13/ Meu prato principal {filet mignon}: $44/ Rose Sangria: $12 {a taça} + tax

fig-and-olive-nyc-giuli-castro

  • Magnolia Bakery: desde que pensei em ir para NY, o lugar que eu mais sonhava em comer era lá. Todo mundo sempre falou maravilhas e realmente é! Ainda bem que vai abrir uma em SP, no Jardins, para gente matar a saudade.

Fui 2 vezes. A primeira vez, fui na unidade do Woodburry, que por sinal a mais agradável. Estava vazia, tinha   mesinhas para sentar {nas unidades da 6th Ave – Rockfeller Center– e da Gran Central não te, é só To Go} e apreciar calmamente todas aquelas delicias.

No Woodburry provei um cupcake de red velvet e um de chocolate! Meu Deus! O Red Velvet é muito maravilhoso. Vocês sabem que sou super receosa para provar coisas novas quando falamos de comida e confesso que estava muuuito receosa. Mas ainda bem que me joguei! Amei muito! Até sonho com ele, as vezes!

Da segunda vez, fui  na unidade do Rockefeller {6th Ave} comprei o cupcake de red velvet de novo e o banana pudding. O banana pudding também é muito gostoso, incrível! Não é um pudim como temos no Brasil, é um bolo bem molhadinho com banana. Nunca achei que eu fosse gostar, mas eu amei! Nem consigo escolher entre ele e o cupcake de red velvet. Acho que sempre que eu voltar, vou querer comer os dois. hahahahaha

Cupcake: U$3.75/ Banana Pudding U$3.75 {small}, U$5.50 {medium}, U$6.75 {large}

magnolia-bakery-nyc-giuli-castro

  • Sbarro: é a famosa pizza americana, que você compra por pedaço. Para quem gosta de pizza americana, vai adorar! Eu achei bem gostosa tanto que fomos uns 2 dias lá. A primeira vez foi no 2o dia, quando voltamos do outlet. Tem uma unidade na Times Square, bem perto do nosso hotel e por um preço muito bom.

2 pedaços de pizza grandes + 1 refrigrante grande = +U$10. Esses 2 pedaços e o refrigerante dava para mim e para o Renato. Os pedaços são bem grandes.

  • Dean & Deluca quem nunca teve vontade de ir a Dean & Deluca depois de assistir Gossip Girls ou Sex and the city?!  Eu estava super curiosa para conhecer! São 4 lojas em NY e eu fui em 2. Fui na da Times Square que é na 8th Ave {a rua do meu hotel} e na do Soho. Fui na loja da 8th Ave para tomar meu café da manhã, no terceiro dia de viagem. Escolhi um butter croissant, um croissant de chocolate e um chocolate quente! Estavam muito gostosos. A loja do Soho é bem maior, é como se fosse um supermercado. A loja da 8th Ave parece mais uma padaria + rotisserie. Na loja do Soho, aproveitamos para comprar alguns chocolates bem diferentes. Não foram nada baratos, mas são maravilhosos.

O café da manhã na Dean & Deluca é mais caro que no Starbucks e os dois são bem gostosos. Então, não achamos que valeria a pena mudar para lá o nosso café. Mas vale super a pena, escolher um dia para ir lá.

dean-and-deluca-nyc-giuli-castro

  • Eataly – La Pizza & La Pasta:  tem 2 unidades do Eataly em NYC, uma no Flatiron e outra em Downtown. Só conheci a do Flatiron que estava mais perto das coisas que estavam no nosso roteiro.

No la Pizza & La Pasta, eu pedi Tagliatelle al Ragù di Manzo. Estava divino e com aquele gostinho de comida de casa, sabem?! Voltei lá no ultimo dia e pedi exatamente a mesma coisa. O Renato pediu, no primeiro dia, Fusilli con Pesto ai Broccoli e Mozzarella,  mas não gostou muito. Ele gosta bastante de brócolis, mas disse que o prato só tinha gosto de brócolis. Da segunda vez, ele escolheu outro prato, o Gnocchi con Pomodoro e Ricotta Affumicata 

Tagliatelle al Ragù di Manzo U$23/ Fusilli con Pesto ai Broccoli e Mozzarella U$15/Gnocchi con Pomodoro e Ricotta Affumicata U$17.

la-pasta-la-pizza-eataly-nyc-giuli-castro

  • Eataly – Nutella BarEstávamos indo embora, quando nos deparamos com o Nutella Bar na saída que escolhemos. Não tivemos escolha… hahahahaha. Paramos para comer um crepezinho de Nutella. Eu nem sou a maior entusiasta de nutella, mas estava ali, não tinha como fugir. É uma delicia! Não fujam também!

Crepe com nutella: U$5.80 {eu e Renato dividimos um}

nutella-bar-nyc-giuli-castro

  • Burger Joint: talvez aqui role climão, mas… nem eu e nem o Renato achamos nada demais no hamburger e na batata! Na-da de-mais! Inclusive, gostamos mais do Shake Shack do que do Burger Joint! Sorry! Mas talvez vamos frustrar a expectativa de muita gente! hahahaha

O lugar é super bacana, mas tinha uma fila considerável. Escolhemos o que fica dentro do Hotel Le Parker Meridien {tem outro em Greenwich Village}. A ideia de ser quase um barracão, com várias coisas coladas na parede dentro de um hotel super chique, é muito legal. Adorei o conceito! Mas o sanduíche em si, nada demais!!

O sanduíche vem embrulhado em um papel branco, como o pão vinha bem antigamente na padaria e a batatinha frita vem no saco de pão literalmente. As ideias são bem legais. Só poderiam fazer um hamburger mais gostoso #sinceridades {QUE FIQUE BEM CLARO: o sanduíche não é ruim! É normal! Não entendemos o hype!}

Cheeseburger simples: U$9.45/Batata Frita: U$ 4.13/ Refrigerante: U$2.76 + tax

burger-joint-nyc-giuli-castro

  • Estatua da Liberdade – Almoço: nesse dia, precisávamos ganhar tempo. Como fizemos o passeio da Estatua da Liberdade entre 11:00-13:00 {porque estava muito frio e aproveitamos a temperatura máxima do dia para ir lá, senão não aguentaríamos}, resolvemos almoçar por la mesmo, na lanchonete para agilizar. Eu escolhi um cachorro quente e o Renato um panini. Foi bem simples e rápido. Era um preço ok.
  • Catch: esse é um dos restaurantes que estão super hypados em NYC e com toda razão. O lugar é super legal, com uma pegada mais jovem e cool. Tem um bar para esperar antes de sentar, super legal. É super cheio e precisa fazer reserva. Eu fiz pelo app do Open Table. Eu amei o lugar! Foi sugestão da Carla.

De entrada, escolhemos 2: Wagyu Short Rib Tacos {PEÇAM!!!} e Crispy chicken Bao Buns. Os dois estavam uma delícia, mas o Taco é diferente do que estamos acostumadas a comer. Se fosse de novo e pudesse escolher só um, escolheria o Taco, com certeza.

Dos pratos principais: escolhemos um Fifty Day Dry-Aged Bone-in Ribeye {é um corte de carne} e dividimos em 3 pessoas. E foi suficiente. Como já tínhamos pedido 2 entradas, não ficamos com fome. A Carla pediu um salmão a la plancha e também disse que estava bem gostos. De acompanhamento, pedimos 2 porções de batata frita trufada e uma simples porque eu não como a trufada. E tomamos vinho. Sai de lá super hiper mega satisfeita. A carne, eles dizem ser para 2 pessoas, mas como eu falei, já tínhamos pedido 2 entradas, então foi super tranquilo dividir em 3.

Esse é um restaurante bem carinho, principalmente se você for beber alguma coisa. Mas é muito legal. Vale dar uma economizada em outras coisas para conhece-lo. Infelizmente, não tenho fotos das comidas, até fiz no snap no dia, mas acabei esquecendo de salvar esse.

Wagyu Short Rib Tacos U$19 e U$24 {depende do tamanho da porção}/ Crispy chicken Bao Buns US$18/ Fifty Day Dry-Aged Bone-in Ribeye US$89/ Salmão a la plancha U$30/ Parmesan Truffle Fries {batata-frita trufada} U$13 + tax

  • Acqua Santa: um restaurante italiano no Brooklyn. A Carla e o Bernardo nos levaram lá. Tem uma pizza bem gostosa. Eu amo pizza, então sou suspeita. Mas não tem nada de pizza americana não. Aqui a massa é mais fininha e bem crocante. Adorei! Se vocês forem a Williamsburg, super indico.

O valor médio de uma pizza inteira é U$15 + tax.

  • Five Guysoutro climão aqui no post. Achamos o Shake Shack muito melhor e mais organizado que o Five Guys. Tem várias unidades por NYC, nós fomos na da Times Square, na 42th Street, que era a mais perto do nosso hotel.

O sanduíche é gostosinho e a batata também, mas para encarar aquela fila de novo e a falta de lugar para sentar, prefiro ir ao Shake Shack. Mas acredito que numa próxima vez nos EUA, darei uma nova chance a ele para me certificar. Afinal, hamburger é sempre bem-vindo.

Cheeseburger U$8.29/ Batata Frita Média U$4.29/Refrigerante Médio U$2.99 + tax

  • Chelsea Market – Rananão sei como falar desse restaurante. Foi o que escolhemos dentro do Chelsea Market porque o Renato não come nada que vive na água e os outros eram ou de lagosta/camarão ou de ostras. Então, nem pensar. Escolhemos então, o Rana, que é de massa. Porém, muito sofisticado para o meu paladar infantil.

Como eu já estava lá, já tinha até escolhido o vinho, não tinha como sair correndo. Entre todas as opções, acabei escolhendo o Ravaiolli alla Carbonara, apesar de não ser nada fã de Carbonara, era o que se aproximava mais do meu paladar infantil. Resultado: comi, mas não gostei. Porém, quem gosta de Carbonara pode se animar! O Renato adora carbonara e adorou o prato.

Raviolli alla Carbonara: U$22

rana-chelsea-market-nyc-giuli-castro

  • Chelsea Market – Fat Witch: o melhor brownie que já comi na vida! Vocês não tem ideia de como é maravilhoso!! Eu queria levar tudo para casa, mas fui consciente, escolhi um para comer na hora. Mas hoje sonho com ele. O sabor que escolhemos foi o German Witch. Lá tem pedacinhos de todos para você experimentar antes de comprar. Experimentamos o Original e o German. Depois do German, nem quisemos mais experimentar. Foi amor a primeira mordida. To aqui salivando so de lembrar.

German Witch: U$2.95

fat-witch-chelsea-market-nyc-giuli-castro

  • Balthazar: restaurante francês super concorrido no Soho. Daqueles que tem que ir! Só conseguimos reserva para uma segunda-feira, na hora do almoço. Mas tudo bem, estávamos de férias e em algum lugar do mundo já era hora de tomar um bom vinho e comer uma comida delícia! Chegamos uns 20min antes do nosso horario da reserva que fizemos pelo Open Table, mas houve algum problema e não acharam a nossa reserva. Eu mostrei o email com a confirmação da nossa reserva e nos pediram para esperar no Bar. Uns 10min depois do nosso horario reservado, nos colocaram para sentar.

Para beber, escolhemos um vinho, meia garrafa. Ainda tínhamos muito para andar… hihihihihi.

De prato principal, escolhemos o tradicional francês: Steak Frites, uma carne deliciosa acompanhado com molho bernaise e batata frita. Gente, que batata deliciosa!! Vontade comer sem parar!

balthazar-nyc-giuli-castro

De sobremesa, nós não íamos pedir nada, quando pedimos a conta, nos pediram para esperar um pouquinho. Veio uma sobremesa como um pedido de desculpas pela confusão na nossa reserva. Achei bem fofo da parte deles. A sobremesa eram profiteroles com sorvete! Se gostamos?! Amamos! Íamos embora sem conhecer essa coisa deliciosa!

balthazar-nyc-giuli-castro-

Este é um dos restaurantes mais caros, que precisamos economizar um pouquinho, mas que acho que vale a pena ir!

Taça de vinho= + US15/ Steak Frites U$40/ Profiteroles {e qualquer sobremesa do menu} U$14

  • Hard Rock Cafe: escolhemos o Hard Rock para ir jantar um dia que estávamos com fome, mas muito cansados. Não queríamos nada com filas e nem longe do hotel. Saímos para procurar e demos de cara com ele, na Times Square. Ele estava bem vazio e resolvemos entrar. Eu já tinha ido em Amsterdã e em Orlando e tinha gostado bastante.

Nesse dia escolhi um cheeseburger simples. Mas não estava gostoso e achamos que o lugar estava bem sujo. A toalha da nossa mesa estava rasgada e suja. Não ficamos com uma boa impressão, não. A impressão que tivemos é que está meio caído. Não sei se é específico de NY porque tem muitas outras opções, ou se está assim no mundo todo.

Ah e o preço é meio carinho, principalmente para o que oferecem. Não indico, não.

De prato principal, pedimos a mesma coisa: Grilled Petite Filet of Beef que é um filet mignon acompanhado com molho chimichurri, batatas assadas, brocolis e cebolas cipollini. A carne com o molho e a batata estavam divinos. Enquanto esperava meu prato, passou pela nossa mesa um prato que eram dois hamburgers com uma cara ótima também e por um momento, pensei que poderia ter me arrependido. Mas depois que comi, não me arrependi e repetiria! Estava muito gostoso.

boat-house-nyc-giuli-castro

De sobremesa, o Renato que escolheu e acertou muito: Salty Caramel Peanut Chocolate Tart que é uma torta de amendoim, chocolate e salty caramel {um caramelo que leval sal, pode ser estranho, mas é maravilhoso!} acompanhado com soverte de pipoca de caramelo. Sério!! Eu não sabia muito o que esperar, principalmente do sorvete! Me parecia algo muito estranho, mas é sensacional! Queria comer agora, de novo!

boat-house-nyc-giuli-castro-02

Uma dica ótima é ir ao Central Park de manhã e almoçar por lá. Nós não conseguimos fazer a reserva porque o site estava com problema e não tinha no Open Table. Esse foi o único restaurante que não conseguimos fazer reserva pelo app. Porém, chegamos lá 12:00 em ponto e conseguimos uma mesa bem fácil, nem precisamos esperar.

Grilled Petite Filet of Beef U$38 /Salty Caramel Peanut Chocolate Tart U$10

  • Umami Burger: o melhor hamburuger da viagem! É incrível, gente! Hamburger gourmet mesmo! Vale cada centavo gasto. Eu pedi um cheeseburger simples {sim, eu peço sempre esse, em todos os restaurantes} e uma batata frita simples. O Renato pediu o Cali Burger com alface, tomate assado, cebola caramelizada e o queijo da casa e uma batata frita trufada. Ele também achou muito gostoso.

Cali Burger U$13/ Batata Frita Simples U$5/ Batata Frita Trufada U$8

  • Max BrennerRenato é louco por chocolate e sempre falava desse lugar desde que nos conhecemos. Ele contou que quando morou em NY foi e adorou. Ele é chocólatra. Então, esse restaurante/chocolateria não podia ficar de fora da nossa programção de forma alguma. Fomos adiando porque sempre acontecia alguma coisa e só conseguimos ir no ultimo dia, para a sobremesa.

Escolhemos o Max’s Famous Chocolate Mess que é um bolo quente de chocolate com ganache de chocolate, chantili, sorvete de baunilha, pedaços de chocolate e calda de caramelo. Servido ainda com morangos e banana. Não sabemos se fizemos a escolha errada, se a vibe não era a mesma de quando o Renato foi há 4 anos atras, mas sabemos que não gostamos muito.

Max’s Famous Chocolate Mess Party for Two {para 2 pessoas} U$ 15.95

Ufa!!!! Acho que é um dos posts mais longos que já fiz aqui no blog! Porpem, não queria deixar nenhum detalhe de fora! Acho que ficou bem completo, mas qualquer coisa, podem deixar perguntas nos comentários.

Gostaram?! Logo volto com mais posts de NY!

Beijos

Os melhores lugares para curtir a cultura local de São Paulo

Fui desafiada pelo Expedia a falar sobre os programas mais legais de São Paulo. Vivi lá por doze anos e não consegui aproveitar tudo o que a cidade oferece, mas sempre que posso, dou uma escapadinha para lá. Sim, morro de saudades daquela selva de concreto.

São Paulo é muito mais que uma cidade de negócios. É uma cidade em que encontramos todos os tipos de programas possíveis, para todas as idades e gostos.

Começando por atrações ao ar livre, o meu lugar preferido é o Parque do Ibirapuera. Dos doze anos que morei lá, onze deles foram ao lado do Parque. É um ótimo lugar para desestressar e estar em contato com a natureza. Sempre que conseguia, ia para lá fazer minhas corridas diárias e aproveitar para tomar uma água de coco natural.

sao-paulo-ibirapuera-giuli-castro

Além do Parque do Ibirapuera, outro lugar que conheci, frequentei pouco, mas que me apaixonei, foi o Jardim Botânico. Talvez pela localização, eu não consegui frequentar muitas vezes, mas o lugar é maravilhoso e vale muito a visita.

Adoro andar pela Rua 25 de março, fazer umas comprinhas e depois almoçar no Mercadão. Por lá não faltam opções: como o famoso pão com mortadela ou o pastel do Hocca. Eu fico com o pastel, mas quem já comeu o pão de mortadela, diz ser imperdível.

Ainda no centro antigo da cidade, além da 25 de março e o Mercadão, você pode aproveitar para conhecer a Igreja da Sé que é lindíssima, o Pátio do Colégio e ainda subir na Torre do Banespa e ver toda a cidade lá de cima.

sao-paulo-igreja-da-se-giuli-castro

Falando em gastronomia, não pode deixar de comer feijoada . Eu indico muito a feijoada do restaurante Tordesilhas que fica no coração dos Jardins e é a melhor feijoada que já comi em São Paulo. A feijoada é servida somente aos sábados, no horário do almoço por lá. Depois, para fazer a digestão, nada melhor do que caminhar pelas ruas tranquilas do Jardins. E para quem gosta de doce… La Vie in Douce.

Ir a São Paulo e não comer a famosa pizza, não é ir a São Paulo. A pizza mais famosa e, na minha opinião, a melhor pizza do país não pode ser deixada de lado. Minhas pizzarias preferidas são: Margherita {no Jardins}Veridiana {Jardins ou Higienópolis} ou ainda para apreciar a pizza e conhecer o bairro do Bixiga, indico a Speranza {tem também em Moema e em Santana}

Aos sábados, além de comer a feijoada, também tem 2 feirinhas bem legais: de antiguidades, na Praça Benedito Calixto e a da Liberdade. Para quem gosta de gastronomia asiática, a Liberdade é o paraíso. Você pode trocar a feijoada por algum restaurante asiático de lá. Além, disso, para quem é igual a mim e adora um cosmético ou maquiagem, não pode deixar de visitar a loja gigante da Ikezaki. Mesmo que você não vá comprar nada {que eu duvido muito}, vale a visita.

Falando em museus, quem visita a cidade não pode deixar de ir ao MASP. Além dele, ainda tem o Museu da Língua Portuguesa, Memorial da América Latina, Pinacoteca, Museu da Arte Moderna, Bienal e Museu do Ipiranga.

sao-paulo-masp-giuli-castro

Para quem ama futebol, pode assistir um jogo em algum dos estádios: Pacaembu, Morumbi ou Palestra. Caso você não queira assistir toda uma partida ou não tenha nenhum jogo nos dias que você estiver na cidade, você pode visitar o Museu do Futebol que fica no Estádio do Pacaembu.

A noite não vale ficar em casa, certo?! São Paulo tem baladas para todos os gostos: eletrônica, pop, sertanejo, pagode, samba, etc. Se você não curte balada, pode escolher algum dos vários bares da Vila Madalena. Agora se você curte algo mais tranquilo, pode ir jantar no Terraço Itália ou então ir para o Bar do Hotel Unique, o Skye.

Além de São Paulo, temos muitas outras cidades com muitos programas legais de cultura local. No blog da Expedia Brasil tem várias dicas. Não deixe de conferir.

Gostaram? Quem é de SP, já conhece todos esses lugares?

Beijos

*Publipost

 

Meus restaurantes preferidos em SP

Já estava há um tempão querendo fazer esse post, mas sempre ia deixando para o próximo e passou. Mas de hoje não passa!

Separei 10 restaurantes que amo em SP. Quando morava lá, ia sempre em quase todos eles {alguns em ocasiões especiais} e agora que não moro mais, sempre que vou em SP, preciso ir em algum deles. Não vou colocar em ordem, porque não seria justo. Gosto muito de todos eles e sou incapaz de falar qual gosto mais. Cada um tem um tipo de comida, um estilo e um valor. São muitas variáveis! hahahaha

  1. Ritzfui a primeira vez para conhecer o tão famoso Bolinho de Arroz  e posso dizer que é isso tudo mesmo! Além disso, o Hamburguer é maravilhoso e tem um Penne Mediterrâneo incrível. Eles trabalham com cardápio a la carte e também com o prato do dia. A ultima vez que fui, era dia do Picadinho. Gente, vocês precisam experimentar esse picadinho! Um dos melhores que já comi na vida!Ritz-Giuli-Castro
  2. Bar do Alemãolembro quando abriu em SP. A primeira unidade foi aberta em Moema, do lado da minha casa. Lógico, que eu fui correndo. O mais conhecido é o Bife a Parmegiana. Por muito tempo, eu ia lá e nem pedia mais o cardápio, comia sempre o bife a parmegiana. Até um dia que o Renato pediu Strogonoff. Tão maravilhoso quanto o Bife a Parmegiana. As vezes nem consigo escolher qual dos dois quero comer. Bar-do-Alemao_Giuli-Castro
  3. L’Entrecôte de Pariso famoso restaurante de prato único: Bife  com Batata-Frita. Mas não é qualquer bife com batata-frita, ele tem um molho da casa de mostarda que é sensacional. Além disso, tem um mil folhas de doce-de-leite de sobremesa incrível! Eu raramente como sobremesa em restaurantes porque geralmente como muito antes, mas esse mil folhas, não deixo passar. Deixo de comer o couvert, para ter espaço para a sobremesa hahahaha #soudessasLentrecote-de-Paris_Giuli-Castro
  4. Tatini:  confesso que quando cheguei lá, me decepcionei com o ambiente. Não sabia que era um restaurante antigo, fui pelo fervor causado pela massa no queijo nos intermináveis vídeos no instagram na época. Mas, a comida é maravilhosa. Todas as vez que fui comi Linguini Nel Grana Padano. É maravilhoso! Em todas as vezes que eu fui, vi eles flambarem o strogonoff na hora de servir e fiquei com vontade de experimentar. Mas o linguini dentro do grana padano sempre me ganha.Tatini_Giuli-Castro
  5. Serafiname apaixonei desde a primeira vez que fui la. Tem massas leves que eu adoro. Mesmo tirando do cardápio um dos meus pratos preferido que Spaghetti com camarões. Mas ainda assim, tem muitos outros pratos muito gostosos, como Penne Al Pomodoro e o Farfalle Al Limoncello. De O ambiente é uma delicia e os drinks também.Serafina_Giuli-Castro
  6. Pizzaria Veridianafalar de restaurantes em SP e não falar de pizzaria, não é SP, né?! Eu gosto de qualquer pizza. Vai ser muito dificil, você me ver falar que uma pizza é ruim. Até pizza congelada eu gosto. Mas iguais as pizzas de SP, não existe.  Eu nunca tinha ido na Veridiana até o Renato me levar {é a pizzaria preferida dele} e posso garantir que virou uma das minhas preferidas também. Ultimamente, quando estamos em SP e queremos pizza, sempre acabamos lá. Todas as pizzas que já comi lá, são excelentes.Veridiana_Giuli-Castro
  7. Corrientes 348é o meu restaurante de carne preferido. Além de ter a melhor carne, a melhor farofa, também tem a melhor panqueca de doce de leite que já comi. Sempre que quero comer uma carne boa, é lá que eu vou. Já estou com saudades dos meus almoços de domingo por lá.Corrientes-348_Giuli-Castro_01 Corrientes-348_Giuli-Castro_02
  8. Myk: é um restaurante grego maravilhoso. Quem me conhece bem, imagina o quão receosa fiquei na minha primeira ida ao restaurante. Achei que não fosse comer nada. Mas fui surpreendida novamente! Tem um Arroz Carnoli de Camarões incrível. Só de escrever aqui já estou desejando. Um dos pratos mais famosos é o Polvo Grelhado. Sempre que fui lá alguém pediu e sempre me deparo com ele nas redes sociais. O único problema do restaurante são as filas intermináveis, mas vale a pena cada minuto de espera.Myk_Giuli-Castro
  9. Due Cuochi: é um italiano maravilhoso! Mas não tem um preço muito convidativo, sugiro para momentos mais especiais. Eu sempre peço o Capellini com Camarões. Acho que vocês já conseguem perceber o quanto eu gosto de camarão, né?! hahahahaha. Tem uma seleção de vinhos bem legal também.due-cuochi-cucina_Giuli-Castro
  10. Arturitoé um restaurante pequeno, super agradável da Chef Paolla Crosella. O cardápio é bastante variado, mas eu sempre peço alguma carne ou o capellini com camarões. É muito importante fazer reserva antes, porque realmente é bem pequeno e a demanda é alta. Um sábado passei por lá e a fila era de 2h no jantar. Acabei desistindo, claro. Arturito_Giuli-Castro

Vocês já conheciam todos estes restaurante? Qual o preferido de vocês?

Beijos

PS: Nem todas as fotos correspondem aos meus pratos preferidos. Como eu não tenho as fotos, recorri a internet. Até estava esperando ter todas as fotos para fazer esse post, mas como não estou mais morando em SP, demoraria muito e não achei justo demorar ainda mais para compartilhar essas dicas com vocês.