Eu li & Eu vi: A Garota no Trem

Se tem uma história que eu fiquei obcecada lendo o livro foi A Garota no trem. Devorei o livro em poucos dias e no dia que acabei o livro, enquanto não assisti o filme não sosseguei. O livro é muito fácil de ler, flui muito e quando você percebe você já leu muitas páginas, tipo metade do livro.

Não é um livro novo e o filme foi lançado em outubro do ano passado. Ou seja, não é nenhum lançamento, mas eu ainda não tinha lido o livro {estava super curiosa} e muito menos visto o filme. Pode ser que tenham mais pessoas como eu, então vamos as resenhas!

a-garota-no-trem-giuli-castro

Sinopse do livro: Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Jason –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida.

Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos.

a-garota-no-trem-giuli-castro

Sinopse do filme: Rachel é uma alcoólatra divorciada, desempregada e deprimida. Ela se envolve na investigação de desaparecimento de uma mulher que observava todos os dias pela janela do trem.

A partir daqui, pode conter spoiler no texto!

 

 

 

 

 

 

O livro e o filme são parecidos, a trama é a mesma. Porém, muitas diferenças são percebidas! No livro, toda a história acontece em Londres e região; já no filme, tudo acontece em Nova York e arredores. Mas essa mudança não interfere na trama.

Alguns personagens são apenas citados no livro, como a ex chefe de Tom.  Já no filme, Lisa Kudrow dá vida a personagem que aparecem em algumas poucas cenas. Cenas estas, como o encontro dela com Rachel no metro que não tem no livro. Isso também não é ruim, achei que foi uma boa inserção ao filme.

Porém, algumas cenas do livro como a que o Scott tranca a Rachel em um quarto em sua casa, não aparece no filme. Aliás, no filme, Scott está bem mais tranquilo em relação a Rachel em comparação ao livro. No livro, há várias passagens em que você desconfia sim que ele é o responsável pelo sumiço da sua esposa, Megan. Inclusive, nesses momentos em que ele é muito agressivo com Rachel. No filme, não tem isso.

Achei que no filme o suspense não é levado até o fim como no livro. O livro tem mais detalhes {isso é normal}, porém ele consegue deixar o suspense por mais tempo e te faz querer ler tudo muito rápido. De qualquer forma, o filme é muito bom. Se vocês tiverem a oportunidade de ler antes de ver o filme, aconselho muito! Porém, se você está muito curioso e não quer esperar para ler o livro, pode assistir o filme.

Eu assisti o filme na Apple TV e sei que tem já tem no NOW tb.

Já leram o livro ou viram o filme?

Beijos

Eu Li: #GIRLBOSS

Mais um ano começou, eu fiz a promessa de ler um livro por mês e o que aconteceu? Passou janeiro e eu não li nenhum livro. Passou fevereiro e eu comecei #GIRLBOSS e terminei em março. Já li mais um {que logo mais vai virar post aqui} e ainda preciso terminar mais dois em abril para continuar na minha meta. Espero conseguir!

Eu ganhei esse livro no meu aniversario ano passado da Carina, e eu também tinha feito a promessa de ler um livro por mês, mas empaquei em um livro que eu até hoje não consegui terminar. E sabem o pior? Eu não consigo começar outro livro enquanto não termino o que comecei. Vocês também são assim? Enfim, não terminei o outro, não li um por mês, alias li pouquíssimo ano passado e não cumpri minha meta. Então, resolvi deixar ele de lado e começar #Girlboss e consegui! Ufa! Mas acreditam que até hoje fico pensando como termina o livro que não gostei?! hahahaha

Para quem não sabe, em maio, a Netflix vai lançar a série inspirada no nesse livro e eu to bem ansiosa!

girlboss-giuli-castro

A sinopse do livro: Sophia Amoruso passou a adolescência viajando de carona, furtando em lojas e revirando caçambas de lixo. Aos 22 anos ela havia se conformado em ter um emprego, mas ainda estava sem grana, sem rumo e fazendo um trabalho medíocre que assumiu por causa do seguro-saúde. Foi aí que Sophia decidiu começar a vender roupas de brechó no eBay. Oito anos depois, ela é a fundadora, CEO e diretora criativa da Nasty Gal, uma loja virtual de mais de 100 milhões de dólares, com mais de 350 funcionários. Além da história de Sophia, o livro cobre vários outros assuntos e prova que ser bem-sucedido não tem nada a ver com a sua popularidade; o sucesso tem mais a ver com confiar nos seus instintos e seguir a sua intuição. Uma história inspiradora para qualquer pessoa em busca do seu próprio caminho para o sucesso”.

Uma #Girlboss sabe quando dar o soco e como receber o golpe

Eu adorei o livro, li bem rápido! A história de vida da Sophia é muito interessante e diversificada. Ela foi literalmente do lixo ao luxo e conta em detalhes todos esses  momentos da sua vida de uma forma leve. Não achei o livro massante, muito pelo contrário. Fluiu muito!

Tem muitas dicas de comportamento tanto para você que é empresário e também para você que é funcionária. Eu, que como ela, já fui funcionária e hoje tenho meu próprio negócio, me identifiquei bastante e adorei as dicas. Claro que não é porque deu certo com ela, que dará certo comigo. Tem coisas que precisamos de sorte, de estar no lugar certo e na hora certa. Mas mesmo assim, achei a leitura me motivou muito a continuar nessa vida de empreendedora e deu uma levantada na minha autoestima profissional, sabem? As vezes, estamos precisando só de um empurrãozinho para continuar ou não desistir, não é?!

Agora é só esperar a Netflix lançar a série para mergulhar ainda mais na história de Sophia. #ansiosa.

Vocês já leram? Gostaram?

Beijos

Eu Li: Como Eu Era Antes de Você

Ao contrario do ultimo livro que contei aqui no blog, eu li “Como eu era antes de você” em menos de 1 semana. Eu já li dois livros da autora {A Ultima Carta de Amor e A Garota que você deixou para tráse me apaixonei pela autora. Como Eu Era Antes de Você é considerado o melhor livro dela e então eu já sabia que iria devorá-lo.

Diferente dos outros dois livros que li dela, com duas estórias que se cruzam em um determinado ponto, esse livro conta somente uma estoria, a de Lou Clark e Will Traynor.

eu-li-como-eu-era-antes-de-voce-jojo-moyes-giuli-castro

Começando pela sinopse: “Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Trabalha como garçonete num café, um emprego que não paga muito, mas ajuda nas despesas, e namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Tudo parece pequeno e sem graça para ele, que sabe exatamente como dar um fim a esse sentimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.”

Confesso que o livro me tirou muitas risadas, mas também me emocionou muito. Fazia um tempinho que não chorava lendo um livro, mas nesse não contive minhas lágrimas em determinadas passagens.

Apesar de não me identificar com Lousie em nenhum momento, me sentia amiga dela. Tinha vontade de chama-la para tomar uns drinks e dar uns conselhos, em outros momentos, tinha vontade de abraçar e passar muita força para ela e dizer que tudo dar certo e ainda, em algumas outras, tinha vontade de chamá-la para dar Parabéns! Cada passagem do livro, tinha vontade de estar perto dela, sabe?

Eu amei o livro, como a autora desenvolveu a estória e os personagens, tudo muito rico, com muitos detalhes e sem enrolações. Sou incapaz de dizer qual dos três livros dela que já li gosto mais, porque apesar de todos serem chick-lits, cada um tem uma historia diferente, com apelos diferentes e que eu gosto muito de todos eles.

Talvez eu esteja atrasada na indicação e muita gente já tenha lido, mas super indico. E ainda indicaria para ler logo, talvez esse final de semana {sim , é uma leitura tao envolvente, que se você tiver tempo, você lê em um dia}, porque o filme já está em pré-estréia no Brasil e eu não vejo a hora de estrear aqui no interior. Com certeza, serei a primeira da fila para comprar o ingresso! hahahahaha

Alguém já leu? O que achou?!

Beijos