Giuli TV: Tudo sobre o meu intercâmbio em NY

Desde que contei que ia fazer o intercâmbio em NY, recebi muitas mensagens com todos os tipos de dúvidas: se eu fiz por agencia, qual escola eu escolhi e porque, onde eu me hospedei, qual o valor, se valeu a pena, etc.

Reuni todas as perguntas que mais  recebi e fiz um vídeo e respondi tudo que vocês me perguntaram. O vídeo ficou um pouquinho longo, mas pega a pipoca e vem ver! Ta super detalhado!

Agência: STB Travel | Escola: Kaplan NY Soho  | Hospedagem: Residencia Estudantil The New Yorker | Seguro Saúde: Assist Card – Decolar | Chip para Celular: Easysim4you

Se vocês ainda tiverem alguma dúvida, é só deixar aqui nos comentários, combinado?!

Beijos!

Minhas Férias: NYC – Roteiro

Finalmente o meu ultimo post de NYC. O tão falado roteiro! Demorei muito para fazer e para organizar o post foi ainda mais díficil, já que eu não lembrava de algumas coisas. Mas eu tinha guardadas as notinhas das minhas compras e as fotos. Então fui juntando as peças do quebra cabeça com as notinhas e os meus looks usados.

NYC-Giuli-Castro

Vista do Empire State

Organizar um roteiro de férias pode ser uma delícia, mas ao mesmo tempo pode ter um tormento. Eu nunca tinha ido a NYC e tudo que eu lia e via sobre a cidade, eu queria colocar no meu roteiro. Porém, eu não tinha dias infinitos por lá e chegou um momento que precisei priorizar. Algumas coisas eu não consegui fazer e precisarei de uma nova viagem para fazer. Ah, e não é porque você fez o roteiro que você vai conseguir segui-lo fielmente. Lembre-se que as vezes é preciso ser flexível. Eu mesma precisei mudar algumas vezes, ou porque choveu, ou porque fez muito frio ou porque o restaurante da região que eu queria não tinha mais reserva. Enfim, tenha seu roteiro em mãos para não se perder, mas não seja inflexível.

NYC-Giuli-Castro

Antes de começar meu roteiro, é importante saber que eu tive 7 dias inteiros + 2 meio dias. Eu fui em novembro, cheguei dia 15 e fui embora dia 23. Anoitece super cedo nessa epoca, por volta das 16-16h30. Eu fiquei no ROW NYC Hotel na 44&8, pertinho da Times Square. Já fiz alguns posts sobre a minha viagem: Como ir, onde ficar e mais algumas dicas úteis, Restaurantes e Compras.

1o dia: Nosso voo chegou no JFK por volta das 7:00 da manhã, fizemos nossa imigração e pegamos o Super Shuttle para o nosso hotel. Chegamos lá por volta das 10:30 da manhã e deixamos a nossa mala. Já aqui, precisamos refazer o nosso roteiro porque estava chovendo. Não pretendíamos ir a nenhum museu nesse dia, pois viemos de um voo noturno e estávamos muito cansados. Porém, a chuva não nos deu outra opção. Almoçamos no Shake Shack em frente ao nosso hotel e depois fomos ao Metropolitan Museum. Passamos a tarde por lá e quando saímos de la, a chuva já tinha passado. Voltamos para o hotel, nos arrumamos e fomos jantar no Fig & Olive {já tínhamos a reserva}

2o dia: Esse era um dos únicos dias que não podiam ser alterados no nosso roteiro. Compramos já aqui no Brasil, pelo site do groupon, passagens com desconto para o Woodburry outlet. Demos muita sorte e não choveu nesse dia e em nenhum outro que ficamos por lá. Conseguimos passar o dia todo fazendo compras. Para quem quiser saber mais sobre compras, já fiz um post só sobre isso aqui. Nesse dia, jantamos ali na Times Square que era bem perto do nosso hotel. Ficamos acabados e não tínhamos força para mais nada.

3o dia: Tomamos café da manhã na Dean & Delucca da 8a Ave. De lá fomos andando ao Bryant Park. Amei o Bryant. É um parque pequeno, mas super agradável e aconchegante. Tinha a pista de patinação de gelo {nós não patinamos} e várias barraquinhas vendendo coisinhas.

NYC-Bryant -Park-Giuli-Castro

Aproveitamos e fomos na Biblioteca Pública que é do lado do parque. Entramos para conhecer, é de graça. A arquitetura é maravilhosa. Vale a pena conhecer.

NYC-Biblioteca-Publica-Giuli-Castro

De lá, fomos na famosa loja de eletrônicos B&H para comprar alguns equipamentos para a nossa câmera fotográfica. Almoçamos no Eataly. A nossa intenção era ver o pôr-do-sol nesse dia no Top of the Rock, mas chegamos lá as 15h25 e a fila era de 1 hora para subir. Acabamos desistindo porque o pôr-do-sol estava previso para as 16h, neste dia. Aproveitamos o tempo que ficou livre e fomos na Sacks 5th  Ave que é em frente.

A noite, fomos assistir Alladin. Compramos os ingressos ainda aqui no Brasil. Eu amei o musical! Vale muito a pena. O ator que faz o gênio da lâmpada é fantástico. De lá, fomos jantar no Burger Joint do Hotel Le Parker Meridien.

4o dia: Segundo a previsão, este era o ultimo dia menos frio. Aproveitamos então para ir na Estatua da Liberdade. Antes passamos na Harmon para algumas comprinhas.

NYC-Estatua-da-Liberdade-Giuli-Castro

De lá, pegamos o metro e chegamos no local para pegar o barco para Estátua. Antes de ir, ouvi muita gente dizendo que não valia a pena ir até lá. Para mim, valeu a pena. Achei muito legal e indico para quem nunca foi. Não sei se voltaria, talvez no verão. Mas é daqueles lugares que eu acho que temos que ir uma vez na vida.

NYC-Estatua-da-Liberdade-Giuli-Castro

Voltamos da Estátua, andamos pelo Financial Disctrict e fomos ao novo observatório do One Trade Center e também no Memorial 11/09. O observatório é muito legal, você tem uma vista de 360o da cidade. Bem diferente da vista do Top of the Rock ou do Empire State. Já no memorial, eu fiquei muito emocionada e não me senti bem. Talvez porque eu lembre como se fosse hoje o dia do atentado. Vi tudo, mas no final comecei a me sentir muito mal e optei por sair mais rápido. Voltamos para o hotel e fomos jantar no Catch com um casal de amigos.

NYC-9-11-Memorial-Giuli-Castro

5o dia: Acordamos bem cedinho, fomos ao Empire State, andamos pela redondeza, pois o Renato tinha morado por ali e queria voltar perto do apartamento que tinha morado. Depois passamos na Uniqlo do lado do Empire para garantir mais roupas de frio porque a previsão era que o frio ia aumentar muito e nós não tínhamos roupa.

NYC-Empire-State-Giuli-Castro

Fomos encontrar nosso casal de amigo em Williamsburg, almoçamos e passamos a tarde por lá com eles. Eu adorei Williamsburg. É bem diferente do burburinho de Manhattan, mas super agradável para andar na rua. E já tem muitas lojas legais por lá.

NYC-Williamsburg-Giuli-Castro

Quando voltamos para Manhattan, jantamos no Five Guys e fomos dormir.

6o dia: Neste dia amanheceu muito frio. As roupas que compramos no dia anterior nos salvaram. Apesar do frio, fomos ao Highline assim mesmo. Não estava muito bonito, já não tinha flores. O outono já reinava por ali. Mas foi legal conhecer. Quero voltar no verão.

NYC-Highline-Giuli-Castro

Almoçamos no Chelsea Market que é ali do lado e depois fomos caminhando por Greenwich Village até o prédio do Friends, minha série preferida da vida!

NYC-Predio-Friends-Giuli-Castro

De lá, pegamos o metro e fomos para o Top of the Rock. Dessa vez, chegamos mais cedo e conseguimos subir sem fila. Mas tava ventando muito, muito mesmo. Foi quase impossível fazer fotos. Saíamos na parte aberta, fazíamos umas 3 fotos e voltávamos para dentro para esquentar. Ficamos bastante tempo por lá para conseguir fazer tudo. A vista é das minhas preferidas. Se eu tivesse que escolher só para subir, seria lá.

NYC-Top-of-the-rock-Giuli-Castro

Fomos depois para a Grand Central. Eu queria muito comer na Magnolia Bakery de novo. Mas a fila estava gigantesca e acabei desistindo. De lá, resolvemos então ir na Magnolia da Columbus Circle, mas acabamos não achando. Passeamos por um mini shopping que tem ali e voltamos para o hotel.

Jantamos no Hard Rock Cafe, que não recomendamos, e fomos para a Times Square pois estava nevando!!! Eu nunca tinha visto neve na vida! Estava muito feliz, parecia criança! Mas a bateria do meu celular acabou e eu não consegui registrar nada!! Dormi torcendo para amanhecer nevando! hahahaha

7o dia: Amanheceu ainda mais frio, pegamos o metro em direção a Chinatown porque eu queria muito ir na loja coreana Everyday Beauty Lab que vende os produtos da Missha. Vale super a pena. Continuamos nossa caminhada e chegamos em Little Italy. E advinhem? Nevou! Consegui fazer fotos, videos. Fiquei super feliz! Achei Chinatown e Little Italy um pouco bagunçadas, mas gostei.

NYC-Soho-Giuli-Castro

Finalmente, consegui registrar a neve <3

De lá fomos para o Soho. AMEI! Adorei andar ali na Broadway pelas lojas. Fizemos algumas comprinhas e fomos almoçar no Balthazar. Este restaurante já tinha sido super recomendado e eu reforço o coro: vá ao Balthazar! É uma delicia! Vale cada centavo gasto.

De lá, pegamos o metro e fomos para a 5a Ave, andamos, fizemos algumas comprinhas, andamos bastante por lá e voltamos para o hotel. Jantamos por ali, na Times Square.

NYC-Times Square-Giuli-Castro

Tava muito frio!!!

8o dia: Finalmente, chegou o dia de caminhar  pelo Central Park. Eu já tinha conhecido no 1o dia, quando fui no Metropolitan.  Mas como estava chovendo, não andei por lá. O parque é gigantesco e maravilhoso. Rende fotos incríveis.

NYC-Central-Park-Giuli-Castro

Almoçamos por la, no The Loeb Boathouse e partimos para o Museu de História Natural. Aqui é uma opinião bem pessoal, mas eu não gostei desse museu e não indico perder seu tempo por lá.

NYC-Central-Park-Giuli-Castro

A noite, fomos jantar com um amigo do Renato em Greenwich Village. Escolhemos os Umami Burger, que recomendo muito. O melhor hamburguer que comi na cidade. Se eu tivesse conhecido no começo da viagem, com certeza, teria repetido!

9o dia: Esse era o nosso dia de voltar para casa, então teríamos apenas meio dia. Aproveitamos a manhã para ir nos letreiros do LOVE e HOPE ali perto do Bryant.

NYC-Love-Giuli-Castro

De lá, voltamos na Harmon para comprinhas de ultima hora e passamos na Game Stop para o Renato ver alguns jogos de PS4 também. De lá, optamos por almoçar de novo, no Eataly, no mesmo restaurante. Inclusive, eu pedi o mesmo prato! hahahahaha. Depois fomos em East Village, para comermos a sobremesa no Max Brenner. E assim fechamos a nossa viagem! Voltamos para o nosso hotel, fechamos as malas, fizemos check-out e pegamos o shuttle de volta para o aeroporto.

NYC-Central-Park-Giuli-Castro

Mais uma do Central Park para me despedir <3

Como eu disse, tem muitas coisas para fazer em NYC e eu não consegui fazer tudo que eu queria. Tentei organizar aqui o meu roteiro e espero ter ajudado vocês. Ah, e lembram que eu disse que é sempre bom ser flexível? Pois é, se comparar esse roteiro com o original que montamos antes de sair do Brasil, pouquíssimas coisas coincidem. Mas usamos o roteiro original como um checklist do que queríamos ver. Então, mesmo não seguindo, ele foi super util.

NYC-Giuli-Castro

Vista do Top of the Rock

O meu roteiro foi bastante corrido, chegávamos mortos todos os dias no hotel e ainda pegamos uma época em que anoitece as 16h. As lojas e os lugares não fecham, mas muitas coisas não tem a mesma graça que a luz do dia. Acho que em épocas com o por-do-sol mais tarde, é mais fácil de otimizar o roteiro.

Vista de Manhattan a partir de Williamsburg - NYC - Giuli Castro

Vista de Manhattan a partir de Williamsburg

Espero que tenham gostado!

Para quem quiser ver todos os posts sobre NYC, é só clicar aqui.

Beijos

Fotos: @renatositnik e acervo pessoal

Minhas Férias: NYC – Compras

Comprar é sempre uma das coisas que mais gosto de fazer. Pena que nem sempre a economia está a nosso favor, né?! Quando eu comecei a planejar as minhas férias em NYC, já comecei a pensar em muitas coisas que eu queria comprar por lá e comecei a guardar meu dinheiro.

Minhas prioridades de compras foram: coisas que convertendo realmente ainda valiam a pena, coisas que não tem aqui, coisas que eu precisasse por lá e por fim, se sobrasse dinheiro, coisas que eu já estava querendo e estava mais ou menos o mesmo preço daqui. E assim foi!

Antes de viajar, pesquisei bastante o que tinha lá para comprar nas lojas físicas e o que precisava ser comprado na internet. Pensei em economizar tempo e fazer a maioria das compras pela internet, porém, meu hotel cobrava uma taxa por pacote e além disso, eu amo a experiência da compra. Adoro entrar nas lojas, ver tudo o que tem, testar e experimentar e então comprar. Sendo assim, só comprei na internet coisas que eu sabia que não encontraria por lá ou que dificilmente encontraria. Essas compras foram basicamente de maquiagens da Kylie Cosmetics, Colourpop, Gerard e Lime Crime. De todas essas marcas, só a Lime Crime vende nas lojas da Urban Outfitters, mas muita gente me dizia que o estoque era desfalcado e eu queria algumas cores especificas de batom. Então, achei melhor comprar direto no site.

Outra coisa que decidimos fazer e que valeu muito a pena, foi tirar um dia e ir ate ao Woodburry Outlet. Lemos várias coisas na internet, umas pessoas diziam que valia a pena e outros dizendo que o Jersey Gardens era igual e mais perto. O Renato ja tinha ido ao Woodburry quando morou la e conversando com ele e vendo as relações de loja que tem nos dois e no Woodburry tem quase todas as lojas mais comuns e ainda as lojas premium como Gucci, Burberry, Balenciaga, Celine, Fendi, Ermenegildo Zegna, etc. Ou seja, decidimos ir ao Woodburry. Ah, e uma amiga já tinha ido e tinha contado que os preços da Gucci valiam muito a pena.

Para ir até ao Woodburry, compramos os tickets pelo Groupon e saiu U$50, ida e volta para nós dois. O preço normal é U$42 por pessoa! Valeu muito a pena. Funcionou direitinho, você só precisa chegar  uns 15min antes do horário para trocar o cupom {pode levar o numero no celular -se vc tiver internet no celular, da para consultar nos seus cupons dentro do app do Groupon. Super pratico!}. 

Os ônibus que nos levam e nos buscam para o outlet são ônibus iguais aos que usamos aqui no Brasil para viajar. São confortáveis e tem bagageiro, podem levar mala para colocar as compras! A viagem dura um pouco mais de 1h e os onibus saem do Terminal de Port Authority. Port Authority é uma rodoviária que tem na região da Times, fica na 8 ave & 42 st. Só não aconselho ir de ônibus se tiver muito frio, caso contrario, acho que vale bastante a pena. Tem vários horários para ir e voltar e não precisa reservar horário antes. Claro que tem alguns que são mais cheios e faz uma fila, mas eu conseguir ir e voltar no horário que planejei.

No outlet, o Renato aproveitou e comprou muita roupa por preços muito bons. Teve loja que ele conseguiu 50% em cima do preço do outlet que já era de no minimo de 50% do preço cheio. Algumas peças saíram por um preço irrisório.

Eu aproveitei para entrar nas lojas premium para ver preços de bolsas e as que mais valiam a pena era a Gucci e a Fendi. Fiquei em dúvida, mas acabei comprando na Gucci. Para saber se valeria pena comprar bolsas lá em NYC, eu fui nas lojas aqui no Brasil ver as bolsas que eu queria e pretendia comprar, anotei os preços e depois entrei nos sites dos EUA, verifiquei os preços e ainda comparei tudo lá no outlet. E valeu muito a pena comprar no outlet. Só as bolsas já valeram a pena ter ido até lá.

Essa bolsa eu comprei no Woodburry

Outra coisa que aproveitei para comprar porque  já estava no outlet foi a galocha da Hunter. Eu sempre quis uma e lá estava mais barato e ainda tinha um cupom desconto de mais 25%. Além disso, tinha uma promoção que você comprava duas meias e ganhava a terceira. E essas meias me salvaram no frio! São meias de fleece, tipo uma flanela, que esquenta bastante e elas vem até o joelho. Perfeitas para o frio.

Compramos também uma mala na Samsonite que estava com preço muito bom! Nós fomos já com a intenção de comprar porque estávamos precisando. Compensou muito.

A praça de alimentação é uma das melhores que já fui quando o assunto é outlet. Concorre bem com a praça de alimentação do Sawgrass em Miami que também tem restaurantes gostosos. Porque Orlando, Carolina do Norte e Las Vegas só tinham restaurantes alternativos. Comeos no Shake Shack no almoço e depois fizemos um lanchinho na Magnolia Bakery.

Depois de ler toda essa minha experiência de ir até ao outlet, vale lembrar que você fica um dia inteiro lá. Ele é enorme, tem muitas lojas e não dá tempo de entrar todas em um dia só. Meu conselho é você entrar no site antes e ver o que tem lá e o que você pensa em comprar. Eu entrei em muitas lojas, mas não entrei em todas. Eu fui no ônibus das 9:30 que chegou lá umas 10:30 e voltei no ônibus das 18:15 {que atrasou um pouco para chegar la}. Parecia muito mais tarde porque estava anoitecendo as 16:30… hahahaha. Dava para voltar um pouco mais cedo, mas acabamos resolvendo ver algumas coisas não muito importantes e perdemos o ônibus das 17:45.

Outra dica valiosíssima, é imprimir todos os vouchers de desconto que tem no site do outlet. Antes de embarcar aqui no Brasil, entre no site e imprima tudo. Eu usei cupons em quase todas as lojas praticamente. Acho que só na Gucci que não tinha. Eles valem muito dinheiro! hahahaha

Essa é a galocha da Hunter que eu desejava tanto! A meia tb é da Hunter e me salvou do frio!

Para eletrônicos, principalmente câmeras fotográficas e seus acessórios, a B&H é a melhor loja. Além de tudo que você possa imaginar, os preços são bons e você ainda pode vender suas peças antigas por lá. Não pagam suuuuper bem, mas o Renato vendeu uma lente da câmera e achou que valeu a pena. Eles pagam com cheque, mas você pode descontar no banco e tem uma agência ali bem pertinho. Nós fizemos e deu super certo. Ah, e eles vendem peças usadas, em boas condições com um preço melhor. Vale a pena conferir também.

Fez muito mais frio do que a gente imaginava. Mesmo a gente levando todas as roupas de frio que tínhamos, não foi suficiente. Inclusive nevou um pouquinho e precisamos comprar roupas. O Renato comprou uma casaco super bom no Outlet da Sacks no Woodburry por U$50 e depois compramos luvas, gorros, golas, blusas e calças térmicas, na Uniqlo. Lá tem as roupas mais quentinhas e com melhores preços. Tem várias lojas enormes. Nós fomos em duas, em uma que fica perto do Empire State e outra que fica na 5a Ave. As duas são gigantescas e com certeza você vai encontrar tudo o que você precisa. E o preço vale muito a pena.

Gorro, gola, o casaco michelin azul marinho (que esta por baixo do sobretuso), blusa e calça térmica, tudo da Uniqlo! Comprei pra usar mesmo! Tava congelante!

Iphone ainda vale muito a pena comprar por lá. Se você tem um e não conseguiu vender por aqui, pode levar que eles pagam um pouquinho por ele. Nós vendemos um Iphone 5S por U$95, mas no site da Apple tem a média de preço que eles pagam para todos os modelos.

Maquiagens e produtos de beleza! Essa é a minha perdição! Quero comprar tudo e todos. Se você for no Woodburry, lá tem uma loja de outlet de produtos de maquiagem e beleza, The Cosmetics Company Store. Nem tudo que está lá é mais barato, porém tem muita coisa com preço muito bom. Geralmente, os produtos com melhores preços, são produtos de coleções anteriores ou produtos que mudaram de embalagem. Um ponto a ser lembrado é que no EUA, os produtos não tem data de validade a partir da data de fabricação, e sim a partir da data que você abriu o produto. Ou seja, se ele estiver fechadinho, ele ainda está ótimo para uso. Não é venda de produtos vencidos.

Outro lugar que vocês devem ir antes de ir em qualquer outra loja ou farmácia é na Harmon Face ValuesSe vocês já acham os preços dos produtos que encontramos nas farmácias baratos, é porque vocês não foram lá ainda. Tem marcas como L’oreal, Maybelline, Revlon, Milani, Cover Girl, e.l.f, Redken, Essie e muito mais. É um paraíso na terra! Serio, vale a pena ir lá porque da para economizar muito dinheiro.

Outra loja que para quem gosta do BB Cream da Missha e também gosta de produtos coreanos precisa ir na Everyday Beauty Lab em Chinatown. Eu aproveitei o dia que fui passear por lá e almoçar no Soho para comprar meus BB Creams. O BB Cream da Missha, é na minha opinião, o melhor de todos. Aqui no Brasil custa mais de R$200 e lá custa U$28. Ou seja, vale a pena ir até lá só para comprar, mas passear em Chinatown, Little Italy e Soho também é muito legal. Aconselho juntar o útil ao agradável.

Além dessas três que foram um achado para mim, também fui nas farmácias como a Duane Reade, na Rickys, na Sephora, na MAC e na Sacks. Entrei mil vezes em cada uma delas, porque sempre esquecia de alguma coisa que acabava lembrando depois. Acho que foi a viagem que mais comprei maquiagem e cosméticos na vida! Aos poucos vocês vão ver eles aparecendo em resenhas por aqui ou em fotos lá no insta @giulicastro.

O único porém para todas as lojas e principalmente para a Harmon e as farmácias é que nem sempre tem tudo que você procura. Eu não achei todas as cores de uma base da Loreal que eu procurava na Harmon. Acabei comprando uma la e outra na farmácia e ainda assim, precisei entrar em váriasa para achar. Elas são um pouco desfalcadas, mas não desistam, vocês vão achar. Nas lojas da Sephora e da MAC, os produtos que mais tive dificuldade, foram os produtos das coleções de fim de ano, os famosos kits de Holidays. Estes kits são muito procurados e é difícil encontrar tudo em uma loja só. Mas andando bastante, eu consegui achar tudo que eu queria e descobri muitas outras coisas que acabei comprando.

Meu saldo de maquiagem e produtos de beleza em geral! Por favor, sem julgamentos! hahahahaha

Comprei algumas velas da Voluspa na Antrophologie do Chelsea Market que valeram a pena também. Aliás, a Antrophologie é uma perdição, mas nem tudo tem preços bons, mas que dá vontade de levar tudo para casa, isso dá!

Para quem gosta de tênis e principalmente da Adidas, não deixe de visitar uma loja por lá. Eu fui na loja do Soho e comprei um Superstar preto com a ponteira rosé que eu estava desejando há meses e não achava para comprar aqui.

Uma parada obrigatória em todas as nossas viagens aos EUA é na Game Stop. Lá o Renato acha todos os jogos de PS que ele quer. Uma dica para quem vai em casal: tem uma Game Stop em frente a Harmon. Vocês podem se dividir e cada um faz suas compras tranquilamente.

Ufa! Acho que foi isso! Se tiverem alguma dúvida, é só deixarem nos comentários.

Beijos