Resenha: Photo Finish Hydrating Under Eye Primer | Smashbox

A idade vai chegando e a pele vai sentindo os efeitos dela. Não sei vocês, mas por aqui, mesmo cuidando bastante, alguns linhas já se formaram na área dos olhos e também já sinto que ela está mais seca e mais sensível. Sendo assim precisamos recorrer a produtos que nos ajudem e disfarcem esses efeitos indesejados, né?!

Aí que entra um produto super especial que eu quero contar para vocês: Photo Finish Hydrating Under Eye Primer da Smashbox. Ele não é lançamento, mas não era um produto que eu sentia necessidade de ter quando mais nova. Quando estava em NY ano passado, foi um dos primeiros produtos que comprei na Sephora e já comecei a testar mesmo durante a viagem.

Resenha do Photofinish Hydrating Under Eye da Smashbox no blog Giuli Castro

Segundo a marca, ele evita que o corretivo deslize e deposite nas linhas finas, evita também que o corretivo craquele, hidrata e acalma a área abaixo dos olhos como olheiras escuras, inchaço, linhas finas, rugas e manchas da idade, ilumina e tem ingredientes como cafeína, peptídeos e difusores ópticos.

Sobre a embalagem, ela é uma bisnaga de plástico rosinha com a ponta superior preta. Como é bisnaga, sempre dá para usar até a ultima gota de produto.

Dica: em produtos com essa embalagem, quando o produto já está no finalzinho, eu corto a embalagem no meio e uso até a última  gota mesmo!

Resenha do Photofinish Hydrating Under Eye da Smashbox no blog Giuli Castro

O bico dosador é ótimo para não desperdiçar produto. Você consegue controlar bem a quantidade que quer tirar para usar.

A embalagem vem com 10mL de produto e rende bastante. Tenho usado desde setembro e ainda tem bastante produto.

A quantidade da foto abaixo é ideal para usar embaixo dos dois olhos. Eu espalho com o dedo anelar, fazendo já uma massagem para ativar a circulação e diminuir o inchaço.

Resenha do Photofinish Hydrating Under Eye da Smashbox no blog Giuli Castro

É um creme rosa bem clarinho, quase branco, bem levinho. Super fácil de espalhar. Ele é absorvido rapidamente pela pele, deixando-a mais iluminada. Eu consigo perceber como a minha área embaixo dos olhos fica mais hidratada, iluminada e as linhas finas disfarçadas.

Como eu uso?! Eu não uso todos os dias. Em geral, uso quando quero uma maquiagem mais elaborada, quando preciso que ela dure bastante tempo ou ainda quando uso corretivos mais cremosos. No dia a dia, como eu faço a maquiagem logo depois de fazer toda a minha rotina de cuidados com a pele, a região está bastante hidratada e não vejo necessidade de usar. Porém, quando acho que está um pouco mais seca, eu uso.

Resenha do Photofinish Hydrating Under Eye da Smashbox no blog Giuli Castro

Depois de espalhado na pele

O que achei?!

É um produto que promete bastante coisa, né?! Quando eu comprei, foi pensando e deixar a minha área embaixo dos olhos mais hidratas, evitando que o corretivo craquele, porque esse é um dos efeitos da idade que me irrita muito quando eu vou fazer maquiagem.

Eu amei o produto e com certeza quando ele acabar, eu vou re-comprar. Como eu comentei, eu consigo perceber imediatamente a minha pele mais hidratada, iluminada e as linhas finas disfarçadas. Quando eu durmo mal, eu aproveito esse momento da maquiagem para aplicá-lo e fazer uma massagem para drenar um pouco do inchaço e também acho que funciona bem. Não sei se é pelo produto, pela massagem ou pela dupla. Eu acredito que seja pelo combo primer + massagem.

Acho que o corretivo permanece ali da mesma forma de quando apliquei por todo o período que fico com a maquiagem. Ele não sai, não craquela e não acumula. Já usei diversos tipos diferentes de corretivos e deu certo com todos eles.

Quanto as olheiras, vou fazer a Gloria Pires, e não vou conseguir opinar, porque eu não tenho. A respeito dos produtos anti-idade também não vou conseguir falar sobre porque eu uso outros produtos para essa finalidade, todos os dias, duas vezes por dia.

No Brasil, ele tem custa R$169 na Sephora, mas eu realmente acho que vale o investimento, até porque além evitar os efeitos indesejados das linhas finas, ele rende bastante.

Vocês usam algum produto similar a este?! Já conheciam este?!

Beijos!

Compre esse post:

O que fazer em Nova York?

Como vocês sabem, eu estive em NYC ano passado, por um mês, fazendo intercâmbio. Para quem ainda não sabe, pode conferir o vídeo que eu conto tudo sobre isso.

roteiro-nyc-giuli-castro

Pôr-sol-sol visto de cima do Empire State Building

Não foi a minha primeira vez na cidade, mas em 2016, eu fiquei só 9 dias e não consegui fazer tudo que eu queria fazer. Além disso, em 2016 estava bastante frio e em 2017 eu peguei bastante calor do fim da primavera e um pouquinho do frio do começo do inverno. Então pude fazer várias atividades diferentes.

roteiro-nyc-giuli-castro

Por-do-sol em Manhattan vista da Brooklin Bridge

Neste post, não vou repetir os programas que fiz em 2016. Por aqui, só teremos programas que eu fiz em 2017, combinado?! Se você ainda não sabe o que eu fiz em 2016, pode conferir o meu roteiro aqui.

Vou começar pela Roosvelt Island. Para chegar até lá, você precisa pegar tipo um bondinho – Traimway- que te leva da ilha de Manhattan atá a ilha Roosvelt. O preço do bondinho é um passe de metrô. Se você tem o metrocard {semanal ou mensal} é só passar ele que a catraca é liberada, assim como você usa nos metrôs.

A Roosvelt Island é localizada entre a ilha de Manhattan e do Queens. Hoje, é uma ilha residencial, mas tem muita história para contar. Lá ficava o SmallPox Hospital, sua construção gótica, foi feita pelo aqruiteto James Remwick que também fez a Catedral d e St. Patricks que fica na 5a Avenida.

roteiro-nyc-giuli-castro

A ideia é descer do bondinho e explorar a ilha, Tem um parque com uma vista maravilhosa para Manhattan e também para Long Island City no Queen {onde tem o famoso letreiro da Pepsi}.

roteiro-nyc-giuli-castro

roteiro-nyc-giuli-castro

Endereço para pegar o bondinho:  E 59th St & 2nd Avenue

Em 2016, eu fui no Financial District, onde tem o famoso touro – Charging Bull– que “traz” dinheiro e a a Fearless Girl. Porém, estava muito cheio e eu não tirei foto. em 2017, eu fui 2 vezes lá. Uma com os amigos no nosso 2o fim de semana e depois, quando meu primo foi passar uns dias em NYC, eu o levei para conhecer também.

A Fearless Girl foi instalada em 07 de março d e 2017, então quando fui em 2016, ainda não existia. Desde que ela foi instalada, eu sempre quis tirar uma foto com ela. Ela fica de frente para touro, enfrentando-lo. Ela passa a mensagem  sobre a diversidade de gênero no ambiente de trabalho e incentivar as empresas a recrutar mulheres para seus conselhos. Atrás dela está escrito “Know the power of women in leadership. SHE makes a difference,” {ou “Conheça o poder das mulheres na liderança. ELA faz a diferença”}. Eu não seria feliz se não tirasse uma foto com ela! hahaha

roteiro-nyc-giuli-castro

Endereço: Broadway & Morris St

De lá fomos no Museu Nacional do Índio Americano que fica bem perto. Eu não tinha ido em 2016 e uma amiga italiana que trabalha com artes e museu na Itália quis entrar. Como era de graça, entramos para conhecer. Ele conta toda a história dos índios americanos e tem todas as roupas, acessórios e armas que eles utilizavam na época. É um museu pequeno e dependendo, pode ser visto bem rapidinho. Eu não sou fã de museu, não gostei e não voltaria. Mas se você gosta, pode ser uma dica legal e barata {no caso, de graça}.

Endereço: 1 Bowling Green

Depois fomos atravessar a Brooklin Bridge {Ponte do Brooklin}. Em 2016, estava super frio e não conseguimos fazer o trajeto a pé. Dessa vez, como fui num sábado de sol e calor, estava lotado. Mas adorei o passeio. Eu atravessei a pé, mas você também pode atravessar de bicicleta. O legal é atravessar a tarde para assistir do pôr-do-sol lá do Brooklin Bridge Park. 

roteiro-nyc-giuli-castro

Assim que chegamos no Brooklin, fomos conhecer o DUMBO {Down Under Manhattan and Brooklin Overpasses}. É um bairro que fica entre as pontes do Brooklin e Manhattan e tem uma vista bem bonita para Manhattan. O dia que eu fui lá, como era um sábado a tarde, tinham várias noivas, noivos e familiares tirando foto por ali.

roteiro-nyc-giuli-castro

O famoso lugar para tirar fotos no DUMBO. A minhas nao ficou lá essas coisas porque precisei pedir para outra pessoa tirar, mas vale a pena ir. O lugar e lindo!

E caminhando por ali, você já chega no Brooklin Bridge ParkPassamos o restinho da tarde pelo parque e assistimos um pôr-do-sol incrível com o skyline de Manhattan.

roteiro-nyc-giuli-castro

Endereço: 334 Furman St, Brooklyn

Outro programa bem legal para os dias de calor, é andar de bicicleta no Central Park. Não tive essa oportunidade em 2016, mas em 2017 não deixei passar. Passei toda a tarde de uma domingo ensolarado andando de bicicleta. Apesar do calor, é bem legal e agradável.

Eu aluguei a bicicleta na loja NYC Bike Rental que fica perto da entrada da 7a avenida. Paguei $10 por toda a tarde. Valeu super a pena e indico para todo mundo.

roteiro-nyc-giuli-castro

Uma dica: quando for alugar a bicicleta, peça também um cadeado. Alguns lugares do parque, você não pode entrar com a bicicleta, então o cadeado terá  uma ótima utilidade. A gente não alugou e precisávamos ficar revezando quem tomava conta das bicicletas.

Endereço NYC Bike Rental: 912 7th Ave

Uma das minhas aulas da tarde era sobre algum bairro de NYC. Então nós saíamos da escola e íamos até o bairro com um professor que contava toda a história do local. Em uma dessas aulas, a gente foi até o Memorial de 11 de Setembro que eu já tinha ido em 2016. Porém, lá te 2 shoppings novos e bem bonitos, o Westfield World Trade Center e o Brooklin Place. Mesmo que você não tenha a intenção de comprar nada {inclusive o  Brooklin Place só tem lojas bem caras}, vale a pena visitar. O Westfield World Trade Center tem lojas mais acessíveis e ainda é hub do metrô. Você consegue pegar todas ou quase todas as linhas dali.

roteiro-nyc-giuli-castro

Brookfield Place

roteiro-nyc-giuli-castro

Westfield World Trade Center

Endereço Westfield World Trade Center: 185 Greenwich St

Endereço Brooklin Place: 230 Vesey St

A Washington Square Park é uma praça bem charmosinha no Soho, bem perto da NYU e também perto da minha escola. A gente almoçava vários dias por ali. Para quem não sabe, em NYC é muito comum você comprar seu almoço para viagem e sentar na praça para comer. Além disso, também fui em um sábado lá com outros amigos que não estudavam na mesma unidade que eu. É uma praça grande e bem agradável. Sempre encontrava bastante criança brincando por ali também.

roteiro-nyc-giuli-castro

Endereço: W 4th Street

Em 2016, eu e o Renato fizemos  o passeio até a Estátua da Liberdade e adoramos. Porém, dessa vez, eu não quis fazer o mesmo passeio de novo. Porque não é super barato e também queria conhecer coisas novas. Para quem não sabe, tem o Staten Island Ferry  que liga Manhattan a Staten Island que passa perto da Estátua, você pode vê-la de e tirar foto. Mas, não tem como descer na ilha da estátua. Além da Estátua, do outro lado da embarcação também dá para ver Manhattan.

roteiro-nyc-giuli-castro

Ah, esse passeio é de graça e tem várias linhas de metrô que passam ali perto.

Endereço: 4 Whitehall St – perto do Battery Park.

Aproveitei um domingo para ir ao Queens. Na verdade, eu queria ir na Ulta Beauty e  até quando eu estava lá, a única loja ficava no Queens. Agora já tem uma loja em Manhattan, na 34st, perto da Macys. O Queens é bem diferente de Manhattan, bem mais residencial e bem mais tarnquilo, sem muita movimentação {acredito também  que em partes porque eu fui domingo}.

Todo mundo sabe e eu também contei no post do ano passado sobre o prédio onde foi gravado Friends. Além disso, ali pertinho, também tem a casa da Carrie Bradshaw de Sexy and The City. Aproveitei para conhecer {ainda não tinha ido} e tirar uma foto, claro! hahahaha Se você é fã da série vale a pena. Fica em West Village.

roteiro-nyc-giuli-castro

Endereço da Casa da Carrie em Sex and The City: 66 Perry St

Endereço do Prédio de Friends: Esquina da Grove St com a Bedford St

Ufa! Acho que foi isso! Claro que ainda vou falar sobre os restaurantes e sobre as peças que assisti. Senão, esse post vai ficar gigantesco.

Gostaram?!

Não esqueçam de conferir mais dicas no meu post de 2016. Lá com certeza tem os locais que todo mundo quer fazer ou faz quando vai a 1a vez para NYC.

Beijos

Do Momento: Ivy C | Mantecorp

Vamos falar de produtos para a pele?! Como anda a sua rotina com os cuidados da pele?! A minha anda muito bem, obrigada! Claro que alguns poucos dias de preguiça de passar todos os cremes da noite, mas na medida do possível, estou seguindo direitinho.

Hoje, quero falar de um produto que eu gosto muito e já usei 2 frascos dele: O Ivy C da Mantecorp.

resenha-ivy-c-giuli-castro

Segundo a marca, o poder anti-idade da Vitamina C nano encapsulada associada ao Ácido Hialurônico e ao Retinol em sua pele combate o envelhecimento da pele, reduzindo rugas e linhas de expressão, deixando a pele mais lisa e macia, além de recuperar a luminosidade e firmeza. Ideal para todos os tipos de pele. 

A embalagem é de plastico branco com detalhes em preto e prata. Tem um pump por onde sai o produto, mas esse pump não é fixo. Você pode rosqueá-lo  e abrir a embalagem. Não é aconselhável que fique abrindo toda a embalagem porque a vitamina C oxida em contato com o ar. Porém, poder abrir toda a embalagem, facilita muito quando o produto está no fim, a gente consegue usar todas as gotinhas dele. Ponto super positivo! Além de linda, super prática e não desperdiça produto.

resenha-ivy-c-giuli-castro

 

Ele é um gel transparente, super fácil de espalhar e com uma absorção bem rápida pela pele. Em segundos, a pele já fica bem sequinha. Ela rende bastante, precisa de super pouco para espalhar em todo o rosto.

Como eu uso?! Todos os dias, pela manhã, logo depois do tônico, conforme a minha dermatologista me prescreveu.

Vou deixar a composição completa dele aqui!

O que eu achei?! Eu amo o Ivy C! Acho que clareou bastante as minhas manchinhas de sol, principalmente. Sobre as linhas, eu acredito que ele suavizou sim, mas eu uso junto com o Ivy C outros produtos que também tem esse efeito. Ele não é um produto muito barato, mas entrega o que promete e não há desperdício de produto. Super recomendo!

**Não use nenhum produto sem consultar antes o seu dermatologista.**

Quem já usou?! O que acharam?!

Compre o post!

Para quem ainda não viu, no meu canal do youtube tem toda a minha rotina de pele atualizada.

Beijos