Repito roupa sim: 1 jeans 7 looks

Nos tempos de hoje, onde as fast fashions lançam coleções novas quase que semanalmente, influencers e blogueiras que postam seus looks do dia diariamente e não repetem uma peça sequer, redes sociais onde pessoas comuns postam suas fotos mas também não querem repetir roupa, levantam o questionamento: é feio repetir roupa?!

De cara, já respondo: feio é achar que roupa é descartável, que só pode usar uma vez e pronto. Eu não sei vocês, mas eu dou muito valor ao meu dinheiro e odeio quando compro roupa e só uma vez. Fico me sentindo muito culpada! Atualmente, nós discutimos muito sobre responsabilidade social e ambiental e o mercado da moda, digamos assim, tem uma cadeia produtiva bem suja {tanto em termos de lixo que produz quanto em condições de trabalho}, acho que vale a reflexão: você repete roupa?!

Pensando nisso, resolvi trazer para o blog, looks que já foram postados aqui, porém reunidos para mostrar para vocês que é sim possível repetir roupa e ainda assim criar looks diferentes, interessantes e para ocasiões diferentes.

A peça escolhida para semana é a minha calça jeans xodó que já apareceu aqui inúmeras vezes e sempre em produções com propostas diferentes.

7 looks da Giuli Castro com a mesma calça jeans

Comprei essa calça jeans em 2015 e ainda a tenho. Ela vai comigo para todos os lugares. Qualquer viajo que eu vou fazer, ela é a primeira peça  a entrar na mala. É uma calça confortável, da lavagem que eu amo, skinny e destroyed. Gosto de usá-la com a barra dobrada, acho que dá um charme a mais.

Na foto acima, temos looks para três ocasiões diferentes:

A primeira um look um pouco mais formal que vai ao escritório, a uma reunião, a um almoço de negócios. A camisa branca, a bolsa grande e o scarpin dão esse ar mais sério a calça jeans e quebra um pouco o ar super casual dela.

Na segunda foto, temos um look super casual para ir ao shopping, um happy hour ou um almoço com as amigas. Amo a combinação jeans com jeans. O cinto de oncinha e a bolsa pink dão uma quebrada no look todo azul, deixando-o mais divertido.

E no terceiro look, temos a opção para quem quer usar o jeans em uma balada ou uma festa menos formal {onde o jeans é permitido}. O casaqueto de paetês, a bolsa pequena e o salto transformam o jeans para a noite. Eu amo usar jeans assim

7 looks da Giuli Castro com a mesma calça jeans

Nessas outras quatro fotos, temos mais variações do mesmo jeans.

Na primeira foto, estou com uma regata branca e um tênis. Um look super confortável para um dia de muita caminhada. No dia que tirei essa foto, usei esse look para ir a aula de manhã e depois caminhar muito em NY. Saí de casa as 7:30 da manhã e voltei umas 20:00 da noite. Não poderia ter escolhido look melhor. Acho que a cor do tênis deu todo charme para um look comum.

A segunda foto é uma boa escolha para um jantar com amigos ou um aniversário. A blusa mais chique, com um tecido mais chique, o salto e a bolsa menor complementam muito bem o jeans para essas ocasiões. Nessa foto não da para ver, mas essa blusa ainda tem um decote bem bonito nas costas, que dá todo o charme para o look.

Na terceira foto, temos um mix de estampas com a regata e a sapatilha. Eu amo fazer mix de estampas com oncinha, acho uma estampa super versátil para isso. Essa combinação deixou o look mais descontraído. Ótimo para o dia a dia, principalmente para quem não curte usar tênis e nem salto.

E por último, uma versão viagem. Sei que muita gente acha desconfortável viajar de calça jeans. Mas essa minha calça é muito confortável {inclusive porque se não fosse, jamais teria todos esses looks por aqui hahahaha} e não me incomoda em nada na viagem. Para complementar, a boa e velha camiseta, o tenis, um casaquinho {nesse caso usei uma bomber} e uma bolsa grande que caiba todos os nossos pertences {como computador, celular, carteira, documentos, um livro, necessaire e tudo mais que você precisar}.

Viram como é super possível repetir a mesma peça em muitos looks?! 

Eu tenho plena consciência que ainda consumo muita coisa por impulso e sem necessidade, mas estou sempre refletindo sobre o assunto para tentar mudar meu comportamento. Tenho épocas melhores e momentos de recaídas, mas acho que o importante é a gente sempre refletir o assunto. Ninguém muda de comportamento da noite para o dia. Deixar de comprar em fast fashion para comprar de outras lojas mais caras, nem sempre é uma opção para grande parte da população e a maioria nem tem condições de fazer assim. Mas refletir sobre o assunto já é um passo bem grande para depois nos prepararmos para o próximo.

Para quem quer aprender mais sobre o assunto de minimalismo, viver com menos, responsabilidade social e ambiental no mundo da moda, super aconselho a assistir os vídeos da Karina Belarmino. Ela fala com muita responsabilidade e propriedade sobre assunto.

Voltarei com mais posts como esse para mostrar que sim, conseguimos repetir muito nossas peças e ainda fazer looks bem diferentes uns dos outros.

Beijos!

Testei: Real Solution Tencel Sheet Mask – Hyaluronic Acid | Missha

Eu amo usar máscaras faciais! Sempre que tenho um tempinho livre, estou usando alguma. Já falei de várias aqui no blog e podem ter certeza que a cada novidade que eu testar, vou trazer para vá também.

A resenha de hoje é da Real Solution Tencel Sheet Mask  – Hyaluronic Acid da Missha.

resenha-real-solution-mask-missha

Segundo a marca, Intensive Moisture (HYALURONIC ACID) é uma máscara de hidratação intensiva e é indicada para pele seca e extra seca. Possui Ácido Hialurônico, que retém a umidade e aumenta a hidratação. Conhecido como “esponja da natureza”, esse ácido está presente no organismo e traz mais viço, firmeza e textura homogênea à pele (recomendado para todos os tipos de pele).

Vamos começar falando do meu tipo de pele, ok?! Sei que quem me acompanha sempre, já sabe. Mas, tem muita gente que chega aqui no post pela primeira vez e é sempre bom deixar claro: minha pele é normal, com tendência a oleosidade em dias muito quentes. Eu usei essa máscara depois de um curso de maquiagem. Foi uma semana de maratona de curso e a gente fazia as maquiagens umas nas outras. Minha pele estava bastante ressecada e sensível pelo “tira e põe” de maquiagem durante 5 dias.

Bom, a embalagem é de papel. Como é uma máscara de uso único, você rasga o papel e já joga fora. É um papel bem resistente, não rasga ou fura sozinho. Porém todo cuidado ao guardar em casa, porque se você deixar perto de algo pontiagudo, pode ser que ela fure.

As instruções estão no verso da embalagem e em português. Como comprei aqui no Brasil, a tradução é obrigatória e não tive dificuldades em lê-las. Talvez, se estivesse em coreano, eu teria que usar o google tradutor. Mas não foi o caso.

resenha-real-solution-mask-missha

A máscara é de tecido e fica imersa no líquido com ácido hialurônico dentro da embalagem. Cuidado ao abrir para não derramar o líquido por aí.

Depois de aberta, é só pegar a máscara e encaixar no rosto. Tem os lugares para encaixar os olhos e a boca. Deixe agir por 15-20 minutos e depois retire a máscara de tecido e jogue fora.

Depois que você retirar a máscara de tecido, ainda vai ter bastante produto na sua pele. É só dar batidinhas ou fazer uma leve massagem no rosto até total absorção.

 

resenha-real-solution-mask-missha

A foto direto do stories do Instagram (me segue lá @giulicastro)

O líquido não tem cheiro e é transparente. Depois que você dá as batidinhas ou faz uma massagem leve, ele é absorvido e a pele fica bem macia.

Eu não senti nada enquanto estava com a máscara ou o produto no rosto. Algumas máscara causam formigamento na minha pele ou esquentam, mas essa não senti absolutamente nada. O uso foi muito tranquilo e sem intercorrências.

resenha-real-solution-mask-missha

Composição

O que eu achei?

É uma máscara bem potente. Gostei bastante para o que eu usei, porque minha pele estava super ressecada e ela acelerou o processo de recuperação da hidratação da minha pele. Eu não usei só ela durante o processo, usei também o Lait Creme Concentre da Embryolisse e muita água termal. Porém, achei que a máscara potencializou o efeito dos outros produtos, ajudando muito na recuperação. Eu não acredito que essas máscaras sozinhas fazem milagres, o efeito delas depende também do cuidado diário que você tem com a sua pele. No meu caso, achei que foi super válido o uso e minha pele ficou muito mais macia e sedosa. Apesar da minha pele estar bem sensível no dia que usei, não senti nenhum efeito diferente como formigamento ou aquecimento ou vermelhidão com o uso da máscara. Achei inclusive, que depois que tirei a máscara, minha pele estava mais calma. Achei que valeu a pena e indico bastante para dar aquele empurrãozinho no tratamento e também fazer um carinho na sua pele. 

Eu paguei R$39 na Drogaria Iguatemi em SP e verifiquei que é o mesmo preço da Sephora online. Na Época Cosméticos, ela está com um desconto e sai por R$33,10.

Vocês já usaram? Vocês gostam de usar máscaras faciais?!

Beijos

 

Para compras na Sephora, pelo link acima, use o cupom Rewardstyle20 e tenha 20% de desconto nas compras acima de R$250.

Se cadastrem no Méliuz! Além de cupons desconto, você recebe parte do seu dinheiro de volta. Tem muita loja legal cadastrada! Vale a pena!

Eu Li: Menina de Vinte | Sophie Kinsella

Chick-it sempre foi meu estilo de leitura favorito e o que também me fez querer sempre um livro diferente. Sei que é uma leitura leve, rasa; mas também é uma leitura divertida.

Gosto de incentivar a leitura. Sou do time que se você está lendo alguma coisa, mesmo que seja o rótulo de um cosmético ou o pacote de uma bolacha, está valendo. O importante é ler.

Ler é hábito e depois que eu me habituei a ler, sempre começo um livro já pensando no próximo que vou ler. Então, não, eu não tenho preconceito com chick-lits e apesar de eu ter começado a ler vários outros tipos de livros {você já viram várias resenhas de não chick-lits por aqui}, eu ainda vou lê-los eventualmente.

Tudo isso para falar que a resenha de hoje é de um chick-lit: Menina de Vinte da Sophie Kinsella. Sophie passou a ser a minha segunda favorita autora desta categoria de livros. A primeira vai ser para sempre Marian Keyes. Marian foi a autora que me fez amar ler e querer estar sempre lendo. Então, acho que ninguém vai conseguir tirar este posto de autora favorita dela.

Sinopse: A vida de Lara Lington não está nada fácil. A melhor amiga e sócia decide curtir um tórrido caso de amor em Goa, deixando o escritório de caça-talentos em suas mãos pra lá de inexperientes. Josh, o ex-namorado, ainda é uma questão mal resolvida em sua vida: ele mudou o número de telefone depois de todas as mensagens malucas que ela deixou e não quer encontrá-la para uma última conversa. Agora, além de ficar ouvindo sermão de seus pais sobre sua carreira e vida amorosa, ela tem que acompanhá-los ao funeral de sua tia-avó de 105 anos, Sadie Lancaster, que ela nunca conheceu! E ainda tem que aturar o tio bilionário, dono de uma famosa rede de cafés, que trata o resto da família como se todos fossem de uma classe inferior, prontos a pedir algum favor a ele. Lara está contando os minutos para se livrar de sua chata obrigação familiar quando o inesperado acontece: ela ouve uma moça, com seus vinte e poucos anos e com roupas da década de 20, exigindo, aos berros, que parem o funeral e que ela precisa de seu colar para descansar em paz! O problema é que, aparentemente, só Lara consegue vê-la. Dona de uma imaginação fértil, ela começa a acreditar que ficou louca de vez. Até porque, fantasmas não existem, não é mesmo?

Cortei um pedaço da sinopse para não dar muitos spoilers.

Menina de Vinte de Sophie Kinsella

Menina de Vinte é uma leitura leve e divertida. Quando comecei a ler, confesso que fiquei desapontada. Não gostei dele nas primeiras páginas, mas dificilmente eu desisto de um livro. Quando você me ouvirem dizer que eu desisti de algum, é porque eu tentei de todas as formas possíveis e impossíveis. Enfim, continuei dando uma chance para ele e perto da página 100, eu já estava apegada as personagens principais.

Lara Lington sempre metida em confusões e não consegue se livrar delas. Sempre tentando de formas que você, que está lendo, sabe que não vai dar certo, mas ela vai mesmo assim. Muitas vezes, ela consegue resolver e você fica se perguntando: Como ela conseguiu?!

Sadie sempre está colocando Lara em situações complicadas, Lara não consegue dizer “não” para Sadie e quando o fala, ficar remoendo, até voltar atrás e fazer as vontades de Sadie. Muitas vezes, você vai ter raiva, muita raiva, de Sadie.  Mas faz parte da história e da diversão.

Apesar de ser um chick-lit, o romance não é o foco principal do livro. Além disso, de maneira bem sútil, a autora aborda também os problemas da velhice, do abandono da família.

Depois que me envolvi no livro, não consegui mais parar de ler. Cada capítulo que acabava, eu já queria ler o próximo e minha expectativa ia só aumentando. Eu amei esse livro! 

Se você está procurando uma leitura leve para desopilar do stress do dia a dia, super recomendo. Com certeza, você vai dar muitas risadas!

Para quem não sabe, eu tenho uma conta do Good Reads e no Skoob. Quem quiser saber os livros que já li ou estou lendo e quiser interagir comigo, é só me adicionar por lá {clicando nos nomes dos sites aqui em cima, vocês já serão redirecionados para o perfil}.

Quem já leu?! Gostou?!

Beijos!

 

Para compras na Saraiva pelo link acima, use o cupom REWARD10 para 10% de desconto em livros {exceto livros didáticos, digitais e importados} e o cupom REWARD20 para 20% de desconto em livros digitais.

Se cadastrem no Méliuz! Além de cupons desconto, você recebe parte do seu dinheiro de volta. Tem muita loja legal cadastrada! Vale a pena!